Pacotão de 3 MUDANÇAS da Receita Federal no IR é anunciada; confira nova isenção

Mudanças significativas no Imposto de Renda prometem aliviar a carga tributária de milhares de brasileiros, com isenções ampliadas e ajustes nas declarações.

O ano de 2024 marca um ponto de virada para contribuintes brasileiros, trazendo alterações cruciais no Imposto de Renda, conforme anunciado no “Jornal Nacional” por William Bonner.

A Receita Federal desvendou um pacote de mudanças destinadas a simplificar a declaração do imposto e beneficiar um número maior de cidadãos, refletindo um movimento significativo em direção à justiça fiscal e transparência.

Pacotão de 3 MUDANÇAS da Receita Federal no IR é anunciada; confira nova isenção
Confira 3 mudanças.Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Mudanças Reveladas

  1. Nova Regulamentação para Pensão Alimentícia e Doações: A partir de agora, contribuintes poderão abater doações e pagamentos de pensão alimentícia de forma mais direta, incentivando a assistência a instituições e a formalização de acordos de pensão.
  2. Ajuste no Limite de Bens Declaráveis: A faixa de obrigatoriedade para declaração de bens ou direitos sofreu uma elevação substancial, passando de R$300 mil para R$800 mil, visando descomplicar o processo para uma vasta gama de contribuintes.
  3. Expansão da Isenção em Rendimentos: Uma das mudanças mais significativas é a elevação do limite de rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, que saltou de R$40 mil para R$200 mil, abrangendo lucros distribuídos por empresas, rendimentos de caderneta de poupança e seguros, entre outros.

Impacto das Mudanças

Estas alterações representam um alívio bem-vindo para muitos contribuintes, aumentando a faixa de isenção e reduzindo a complexidade da declaração de impostos.

Além disso, incentivam a contribuição para causas sociais e a regularização de acordos de pensão alimentícia, fortalecendo a rede de suporte social.

Veja também: URGENTE: Receita antecipa liberação do programa para declaração do Imposto de Renda HOJE

Quem se beneficia da nova faixa de isenção do Imposto de Renda?

Os beneficiados pela nova faixa de isenção do Imposto de Renda são os contribuintes cujos rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, agora ultrapassem o antigo limite de R$ 40 mil e se encontrem dentro do novo limite estabelecido de até R$ 200 mil. Isso inclui:

  • Recebedores de Lucros Distribuídos: Indivíduos que recebem lucros e dividendos distribuídos por empresas, cujo montante esteja dentro do novo limite de isenção.
  • Titulares de Cadernetas de Poupança: Pessoas com rendimentos provenientes de cadernetas de poupança que, dentro do novo teto, não serão tributados.
  • Beneficiários de Seguros: Indivíduos que recebem rendimentos de seguros que agora se enquadram na faixa de isenção ampliada.

Veja também: Imóvel alugado também precisa entrar na declaração de Imposto de Renda? NÃO cometa este erro

Como declarar doações e pensão alimentícia no Imposto de Renda 2024?

Com as mudanças implementadas no Imposto de Renda para 2024, declarar doações e pensão alimentícia requer atenção aos detalhes específicos dessas novas regulamentações.

Embora o artigo original não forneça um passo a passo detalhado, normalmente, a declaração desses itens segue um procedimento que pode ser adaptado conforme as novas regras. Aqui está um guia geral baseado em práticas comuns de declaração:

Declaração de Doações:

  1. Informe na Ficha de Doações Efetuadas: As doações devem ser declaradas na ficha específica de “Doações Efetuadas” no programa da declaração do Imposto de Renda. É necessário informar o nome e o CPF da pessoa ou CNPJ da entidade que recebeu a doação.
  2. Tipo de Doação: Selecione o código correspondente ao tipo de doação realizada, conforme as instruções do programa da Receita Federal.
  3. Valor Doado: Informe o valor total doado no ano-base da declaração.

Declaração de Pensão Alimentícia:

  1. Acordos Judiciais ou Escriturais: Pensões alimentícias pagas por determinação judicial ou acordo homologado em cartório devem ser declaradas. Utilize a ficha “Alimentandos” no programa da declaração e informe os dados do beneficiário da pensão.
  2. Valor Pago: Na ficha de “Pagamentos Efetuados”, selecione o código correspondente a pensão alimentícia e informe o valor total pago durante o ano. É necessário discriminar os pagamentos mensais.
  3. Informações Adicionais: Se houver especificidades decorrentes das novas regulamentações de 2024, como benefícios fiscais adicionais ou formas diferenciadas de declaração, siga as instruções atualizadas fornecidas pela Receita Federal no programa de declaração ou em sua documentação oficial.

Observações Importantes:

  • Recolhimento do Carnê-Leão: Caso receba pensão alimentícia, o valor recebido deve ser informado mensalmente no Carnê-Leão e incluído na declaração anual.
  • Documentação: Mantenha toda a documentação relacionada a doações e pagamentos de pensão alimentícia, como comprovantes de transferência e documentos judiciais, para eventual comprovação à Receita Federal.

Veja também: Restituição do Imposto de Renda: confira o calendário COMPLETO de pagamento da Receita Federal