Novo vírus pode roubar seu dinheiro por PIX: veja como se proteger

Novo vírus projetado para roubar dinheiro via PIX tem vitimado milhares de brasileiros; confira os detalhes.

Todos os brasileiros têm um enorme apreço por serviços gratuitos, sobretudo quando são extremamente funcionais. É o caso, por exemplo, do PIX, recurso que em pouco mais de dois anos caiu nas graças dos usuários nacionais. No entanto, com o passar dos tempos, novos golpes têm surgido, ligando um alerta geral.

Inclusive, um novo vírus já está na mira das empresas de cibersegurança. Trata-se do PixPirate, cujos principais alvos são as instituições bancárias do Brasil. O malware, descoberto em 2022 pela empresa italiana Cleafy, tem ganhado destaque neste cenário, uma vez que surgiu com o objetivo de realizar fraudes usando a plataforma de pagamentos PIX. Acompanhe!

Confira os detalhes sobre. (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br).

Conheça o PixPirate

De modo geral, o PixPirate funciona de forma bastante similar aos vírus descobertos anteriormente pela empresa. Eles, inclusive, chegaram a estar disponíveis na PlayStore, a loja de aplicativos para celulares e outros aparelhos do sistema Android.

Na grande maioria das vezes, os cibercriminosos preferem abusar do PIX a optar por uma nova modalidade de golpes, uma vez que existe uma enorme variedade de malwares que realizam diferentes truques para executar os ataques. Abaixo, veja como funciona.

Veja mais: Novo GOLPE do PIX tem feito muitas vítimas: veja como ESCAPAR

Entenda o funcionamento do vírus do PIX

Em síntese, o vírus não ataca diretamente o sistema PIX, mas sim o Sistema Operacional do dispositivo infectado. Pelo menos é o que informa Alisson Moretto, especialista em malware e representante da Axur.

De acordo com o especialista, o PixPirate tem a capacidade de mapear os aplicativos bancários instalados nos dispositivos e, a partir de então, interagir com eles e fazer operações à distância.

Nesse caso, o malware consegue, por exemplo, realizar uma transferência via PIX sem que a vítima esteja ciente. Além disso, o PixPirate ainda consegue interceptar SMS, capturar credenciais de acesso, previnir a sua própria desinstalação e até mesmo simular comandos na tela do dispositivo.

Vírus do PIX: versão se parece com o PixStealer

A princípio, o PixPirate funciona igual ao PixStealer, descoberto em setembro de 2021, a diferença é que o primeiro se passa por um aplicativo autenticador. Como se não bastasse, já foram encontradas versões do Pix Stealer publicadas na PlayStore.

Por fim, em uma recente análise realizada do PIX, a Axur encontrou pelo menos 14 menções a bancos brasileiros na estrutura de códigos do vírus.

Afinal, é possível se proteger desses malwares?

Felizmente, sim. De acordo com os especialistas da Check Point, para evitar algumas dores de cabeça envolvendo o novo vírus, as recomendações são:

  • Dê preferência para sites seguros. Além disso, tenha cuidado ao compartilhar seus dados pessoais. Lembre-se, também, de conferir o protocolo “https” e o símbolo de cadeado verde na URL da página;
  • Mantenha o Sistema Operacional do seu celular atualizado, assim como também as plataformas presentes nele. Isso porque instalar atualizações de segurança otimiza a proteção, de modo a prevenir violações e ataques.
  • Utilize nomes de usuário e senhas únicos;
  • Baixe aplicativos apenas de lojas oficiais.

Seguindo estas pequenas dicas, certamente você estará mais seguro frente aos golpes do PIX.

Veja mais: 3 SIGNOS que estão prestes a receber PIX altíssimos