Novo Auxílio Emergencial com PAGAMENTO de até 4 PARCELAS de R$ 250,00: CADASTRO e NOVOS CRITÉRIOS..

Alexandre Guglielmelli
Atualizado Hoje!

O novo AUXÍLIO EMERGENCIAL já está CONFIRMADO! Veja como será o PAGAMENTO das 4 PARCELAS de R$ 250, o novo CADASTRO e os CRITÉRIOS atualizados.

Após alguns meses de espera, o novo Auxílio Emergencial foi finalmente confirmado. O governo oferece o benefício para diversos trabalhadores autônomos afetados pela pandemia, e terá critérios diferentes em sua segunda versão.

Muitos beneficiários estão com dúvidas sobre o novo Auxílio Emergencial? Quem poderá receber? Qual será o valor das parcelas? Quando será feito o pagamento² Solucionamos abaixo todas essas perguntas; confira!

Novo Auxílio Emergencial com PAGAMENTO de até 4 PARCELAS de R$ 250,00
Imagem: Divulgação

Novo Auxílio Emergencial – Valores e Prazos

O pagamento do Novo Auxílio Emergencial já está confirmado, mas a grande maioria dos detalhes ainda precisa ser definida pelo governo e pelo Congresso. O presidente do Senado Rodrigo Pacheco confirmou no fim da última semana as novas parcelas do benefício.

Já se sabe que o Novo Auxílio será retomado pelo Governo Federal a partir do mês de março, podendo durar até junho ou julho. O valor ainda não foi definido, mas tem tudo para variar entre R$ 200 e R$ 250 – menos que a versão inicial do programa, que pagou inicialmente R$ 600 e depois R$ 300.

“Comunicamos aos ministros o desejo e expectativa do Congresso sobre esse momento. As prioridades absolutas são a vacina e o auxílio. Elas só deixaram de ser prioridades quando a pandemia acabar”, comentou Pacheco.

Para garantir os recursos para os novos pagamentos do Auxílio, o presidente do Senado afirmou querer uma “cláusula de calamidade” na proposta de Emenda Constitucional do novo Pacto Federativo (PEC 188-2019), o que deve abrir espaço fiscal para o benefício.

Precisa atualizar sua inscrição no Cadastro Único? Veja aqui o passo a passo!

As mudanças importantes no Auxílio Emergencial

Segundo o Ministro da Economia Paulo Guedes, o novo Auxílio Emergencial sofrerá diversas mudanças, devendo ser pago apenas a “metade dos beneficiários” que receberam o auxílio em 2020 – um grupo de até 30 milhões de pessoas.

O governo já possui os dados das pessoas inscritas no programa, e por isso, não deve ser necessária a realização de um novo cadastro. Se você recebeu algum link sobre um “novo cadastro” do Auxílio Emergencial, não confie! Muitos golpistas estão usando esse momento complicado para roubar os interessados.

Caso seja realmente implementado, um novo cadastro será divulgado oficialmente pelo governo e pela Dataprev, empresa que fará a seleção dos novos beneficiários e a exclusão de parte dos inscritos anteriores.

Os critérios atualizados do benefício

O governo ainda não definiu os novos critérios para a obtenção do Auxílio Emergencial. Já se sabe que quem conseguiu emprego de carteira assinada nos últimos meses não poderá receber o benefício em 2021.

Na primeira versão do Auxílio Emergencial, os critérios foram os seguintes:

  • Microempreendedores Individuais (MEIs), Contribuintes Individuais (CIs) e trabalhadores informais (Grupo 1);
  • Beneficiários do Programa Bolsa Família (PBF) (Grupo 2);
  • Inscritos no Cadastro Único do Governo (CadÚnico) e não beneficiários do PBF (Grupo 3).

Para consultar o andamento da solicitação do Auxílio, cidadãos podem entrar na plataforma da Dataprev, criada exatamente para essa finalidade. A plataforma também pode ser usada para a solicitação de reavaliação ou contestação da suspensão do benefício.

No final de janeiro, parcelas contestadas foram pagas a mais de 191 mil brasileiros. O último lote foi pago no dia 10 de fevereiro, para cerca de 22 mil pessoas que contestaram o pedido entre 17 e 26 de dezembro.

Fique ligado no site para receber em primeira mão atualizações sobre o novo Auxílio Emergencial!

Clique aqui para saber mais sobre a seleção prévia do novo Auxílio Emergencial!

 

Leia Também