Novas Universidades Federais em 2020 – MEC

Equipe de Redação
Atualizado Hoje!

Confira mais informações sobre novas universidades criadas pelo Ministério da Educação! No total são 5 novas instituições, confira!

A área da educação está sendo uma das mais discutidas durante a atual administração do Governo Federal. Muitas ações estão sendo consideradas polêmicas e outras estão sendo elogiadas. É o caso da criação de Novas Universidades Federais em 2020

O Ministério da Educação (MEC) lançou em cerimônia de posse cinco (5) novas instituições de ensino superior. Todas as unidades são federais e deverão oferecer cursos de graduação gratuitos para toda a população. 

Confira a seguir mais informações e fique por dentro. Saiba onde são e em quais regiões estarão disponíveis as instalações dessas novas universidades. Fique por dentro!

Novas Universidades Federais em 2020

Novas Universidades Abertas em 2020

Você ouviu falar sobre as Novas Universidades abertas em 2020? O Ministério da Educação acabou de criar cinco novas instituições de nível federal. São ótimas oportunidades para quem quer estudar em diversas regiões do país. 

As novas universidades federais criadas pelo MEC e lançadas no último dia 12 de dezembro são:

  • Universidade Federal de Jataí (UFJ) – em Goiás; 
  • Universidade Federal do Agreste de Pernambuco (Ufape); 
  • (UFR) Universidade Federal de Rondonópolis – Mato Grosso; 
  • (UFDPar) Universidade Federal do Delta do Parnaíba – Piauí; 
  • Universidade Federal de Catalão (UFCat) – Goiás. 

A criação das instituições aconteceu juntamente com um evento para a posse dos reitores das instituições federais. O atual ministro da educação, Abraham, Weintraub, também aproveitou o momento para dar posse ao novo reitor do Instituto Federal do Paraná (IFPR). 

Inscrições Novas Universidades Federais 2020

As inscrições para Novas Universidades Federais 2020 ainda não foram divulgadas oficialmente. O Ministério da Educação fez o empossamento dos reitores, mas não trouxe detalhes sobre quando essas instituições começam a funcionar. 

A intenção, de acordo com o ministro da pasta, é que essas instituições se transformem em centros de excelência modernos. Para isso, novos recursos devem ser lançados para as instituições já no início do funcionamento. 

Mais informações devem ser lançadas logo após o período de férias, no início do semestre. A ideia é que milhares de pessoas sejam afetadas positivamente por essas novas universidades federais. Jovens e adultos poderão fazer um curso de graduação bem como trabalhar nessas instituições e ter sua vida positivamente modificada.

 

Leia Também