Nova PRORROGAÇÃO do INSS; confira o novo prazo para envio de documentos

INSS irá prorrogar período para interessado realizarem perícia médica pela internet.

O INSS é um dos principais responsáveis pelo pagamento dos benefícios do INSS. Porém, algumas dessas opções necessitavam de perícia médica para ser liberada. Com isso, as filas cresciam diariamente. 

Com poucos funcionários, os médicos disponíveis não eram suficientes para atender todas as pessoas. Pensando em otimizar esse processo, a autarquia começou a aceitar que o procedimento fosse realizado online. 

Nova PRORROGAÇÃO do INSS; confira o novo prazo para envio de documentos
INSS prorroga datas de perícia – Imagem: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

INSS e a perícias médicas 

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) prorrogou a data de concessão dos benefícios por incapacidade. Agora os interessados possuem mais 90 dias para solicitar o valor sem perícia médica. 

O processo poderá ser feito através de análise dos documentos do segurado, caso o exame esteja esperando a uma data maior de 30 dias. Assim, a postergação foi anunciada através da Portaria Conjunta 40, assinada ainda pelo Ministério do Trabalho e Previdência. O documento está publicado no Diário Oficial da União do dia 20 deste mês. 

Vale lembrar que esse tipo de análise começou a ser utilizada durante o mês de julho deste ano. O motivo eram as filas cada vez maiores de segurados aguardando pelos exames de perícia. 

O Governo Federal decidiu prorrogar, em agosto, o procedimento por mais 60 dias. Agora, a prorrogação será de três meses. 

Saiba mais: Aumento no pagamento mensal dos benefícios do INSS? Saiba como conseguir!

Quais as regras?

A pessoa que tiver interesse nessa possibilidade poderá realizar o pedido através do site Meu INSS (https://meu.inss.gov.br/). Feito isso, ele será informado que o benefício terá a duração máxima de 90 dias, mesmo que não seja de maneira consecutiva. 

Se a pessoa for receber por um período maior que 90 dias, o processo será modificado. Neste caso, a pessoa deverá passar por um exame presencial. 

Ainda, as pessoas que pedirem o auxílio-doença dessa maneira não podem solicitar recurso ou ainda uma prorrogação do benefício. Logo, uma nova concessão através da análise dos documentos não poderá restabelecer um benefício que já foi liberado. 

O segurado que permanecer com a incapacidade até o final do benefício, deverá fazer um novo requerimento 30 dias depois da última análise. 

É importante lembrar que as pessoas que já estão com a perícia marcada poderão solicitar o cancelamento desse procedimento. Assim, poderão usar a modalidade online, enviando os documentos pela internet.

Exame presencial 

Em alguns casos a pessoa que escolheu pela análise deste documento pode ser convocada para a realização do exame pericial presencial. Nesses casos, a manutenção será considerada na data do requerimento original. 

Na prática, é possível que a pessoa convocada deva providenciar o agendamento da perícia médica presencial. Esse procedimento deverá ser realizado através de um serviço que leva o nome de “Perícia Presencial por Indicação Médica”. 

Nesta situação, o INSS mandará uma notificação para o segurado. Nela haverá um dia e uma hora marcados para realizar o exame médico. É preciso levar toda a documentação médica original. 

Assim, como também é preciso apresentar o documento de identificação oficial com foto e todos os outros que foram anexados no pedido online. Se houver ausência dentro do prazo de 30 dias a contar do dia agendado, a pessoa terá o seu processo arquivado. Assim, será compreendido a desistência do pedido. 

Veja também: Depressão garante auxílio-doença e aposentadoria do INSS? Tire suas dúvidas!