Nova proposta garante mais um mês de SEGURO: Trabalhador pode receber até 6 Parcelas

Vinicius ColaresVinicius Colares
Atualizado Hoje!

Nova proposta garante mais um mês de SEGURO – Veja todos os detalhes sobre esse projeto que pode garantir mais tempo de BENEFÍCIO!

Brasileiros e brasileiras de todo o país estão se vendo em uma situação complicada por conta da pandemia. É justamente por isso que surge essa nova proposta para garantir mais um mês de Seguro para os trabalhadores. 

A intenção é, portanto, garantir que aqueles que foram afetados profissionalmente pelo novo coronavírus possam contar com uma parcela a mais desse benefício. Isso pode conferir uma tranquilidade maior na reinserção no mercado de trabalho. 

Vamos trazer as principais informações sobre o que fiz a proposta. Entenda e saiba se você, amigos ou familiares que foram afetados poderão contar com essa ajuda. 

Nova proposta garante mais um mês de SEGURO
Imagem: Divulgação

Seguro-Desemprego prolongado

O seguro-desemprego prolongado pode ser uma realidade em breve. O Projeto de Lei 3674/20 surge justamente para acrescentar mais uma parcela ao benefício por conta do atual momento. Essa ação funcionaria durante estado de calamidade pública. 

Essa proposta surge justamente para alterar a lei que está em voga. Neste momento o projeto se encontra em tramitação na Câmara dos Deputados para ser votado em breve e possui a assinatura do deputado Felipe Carreras. 

Caso seja aceita, a proposta poderá ser um grande diferencial na vida de milhões de brasileiros que estão dependendo neste momento do seguro. 

Novas Regras Seguro-Desemprego

De acordo com o texto – e caso seja aprovado – as novas regras do seguro-desemprego vão aumentar o que está definido atualmente. Hoje em dia podem ser pagas de três a cinco parcelas mensais, sempre variando de acordo com o tempo que o trabalhador ficou em uma empresa. 

Com as novas regras, portanto, o novo seguro-desemprego ficaria assim:

  • Acréscimo de uma parcela mensal (podendo chegar a 6 no total);
  • Funcionamento da regra em estado de calamidade pública, apenas. 

Essa parece ser uma medida simples, mas de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desocupação aumentou em 1,2 ponto percentual recentemente. Isso quer dizer que, a atual parcela de “desocupados” é maior do que a de brasileiros ocupados neste momento (apenas 49,5% da população). 

Novas Parcelas Seguro-Desemprego

Por fim, de acordo com o deputado Felipe Carreras, criador da proposta, as novas parcelas do seguro-desemprego poderiam ajudar os trabalhadores na procura por novas oportunidades. Em casos de estado de calamidade isso poderia ser um alento importante, diz ele. 

Isso serviria neste momento já que o Congresso Nacional reconheceu estado de calamidade pública no Brasil. Isso vai se estender até o mês de dezembro por conta da pandemia do novo coronavírus. 

Como a proposta está na Câmara de Deputados, é necessária a votação na casa e depois o trâmite até chegar ao presidente da República. 

Finalmente, quem está passando por essa situação e quiser fazer a consulta do seguro-desemprego pode acessar o site da Caixa Econômica Federal: http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/seguro-desemprego/paginas/default.aspx

Feira Virtual de Estágios e Empregos: MILHARES DE VAGAS DISPONIBILIZADAS!

 

Leia Também