Nova parcela do ABONO SALARIAL disponível para trabalhadores até dezembro; confira o valor

Trabalhadores ainda podem resgastar os valores disponíveis

Receber um dinheiro a mais no mês para conseguir fechar o balanço da casa no azul pode ser o desejo de muitos brasileiros neste momento de delicada situação econômica que o país atravessa. Sendo assim, há inúmeras formas de se conseguir uma renda extra. No entanto, algumas formas de “renda extra” são direitos obtidos pelo trabalhador.

Desta maneira, fala-se dos valores do abono salarial, direito que todo trabalhador que se encontra devidamente legalizado perante a lei possui. O direito do abono vale para todos os trabalhadores formalizados. Assim, as parcelas dos abonos salariais podem ser recebidas de forma relativa ao ano em que a pessoa desenvolveu alguma atividade.

Nova parcela do ABONO SALARIAL disponível para trabalhadores até dezembro; confira o valor
Abono salarial disponível para trabalhadores – Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Abono Salarial disponível 

As parcelas do abono salarial são pagas de forma atual, com referência ao tempo de trabalho que a pessoa teve naquele ano. Hoje em dia, a estimativa é de que, ao todo, cerca de R$ 428,4 milhões ainda estão no banco aguardando saque desta modalidade de pagamentos.

Deste modo, deve-se destacar que esse montante é referente ao esquecimento de 400 mil pessoas de sacar o dinheiro do abono. Os dados foram apresentados pelo órgão responsável, o Ministério do Trabalho e Previdência. 

Assim, vale lembrar que durante esse ano, duas dessas parcelas foram repassadas para a população. Os valores de até um salário mínimo para cada estão disponíveis para aqueles que ainda não fizeram o saque ou solicitação.  

Mas quem teve direito às parcelas?

As pessoas que trabalharam durante o ano de 2020 com carteira assinada e possuem no mínimo cinco anos de regime CLT, poderão sacar o abono salarial referente ao ano. Vale lembrar que os depósitos aconteceram entre os meses de fevereiro e março deste ano. 

A ideia era encerrar os pagamentos antes. Mas com o alto número de pessoas que não sacaram o benefício, a data limite foi prorrogada para o dia 29 de dezembro. 

Saiba mais: Aposentados e beneficiários do INSS recebem também HOJE; consulte!

Requisitos necessários

Esses pagamentos também são conhecidos como PIS/Pasep. O PIS é gerenciado pela Caixa Econômica Federal e é voltado para os servidores do serviço privado. Já o Pasep é pago pelo Banco do Brasil para os funcionários públicos a partir do Banco do Brasil. 

Para ter acesso ao valor é necessário seguir uma lista de requisitos. O primeiro deles é estar inscrito no PIS/Pasep por pelo menos 5 anos. Além disso, o funcionário precisa ter cumprido ao menos 30 dias de trabalho com carteira registrada no ano-base. Durante esse período, sua remuneração não pode ultrapassar o valor de dois salários mínimos.

Por fim, é necessário que o empregador tenha cadastrado as informações do servidor de forma correta na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) ou no eSocial.  

Saiba mais: Depósitos do INSS começaram: Veja quem recebe!

14º salário já confirmado?

O 14º salário do INSS para pensionistas e aposentados foi uma proposição de 2020 e que, até o momento, ainda não saiu do papel. Isso significa que os grupos que poderiam ser beneficiários dos valores ainda não viram, na prática, os pagamentos serem realizados.

Assim, uma nova movimentação aconteceu, que supostamente indicava que a proposta poderia enfim ser votada e, desta maneira, prosseguir nas instâncias responsáveis. No entanto, o atual presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, retirou a proposta do 14º salário do INSS da pauta.

Com isso, o texto deverá ser submetido a outras Comissões além daquelas pelas quais o texto já havia passado e, assim, acontecerá uma nova rodada de votações. Por isso, não há confirmação de que o projeto sairá do papel tão cedo.

Veja também: RETROATIVOS do abono salarial são liberados; descubra quem poderá sacar

Como consultar o abono salarial?

Existem diversas formas de efetuar a consulta dos valores disponíveis do PIS/Pasep. A primeira delas é ligar para a central do Alô Trabalhador no número 158. Ou ainda através do aplicativo da Carteira de Trabalho Digital. Baixe em https://bit.ly/3RRlH4p (Android) ou https://apple.co/2nl95tb (iOS). 

Há também os canais de atendimento de casas dos bancos. No caso da Caixa Econômica é possível buscar informações na plataforma do banco em https://www.caixa.gov.br/ ou no número 0800 726 0207. 

Já para saber do Pasep ligue 4004-1001 para todas as regiões metropolitanas e capitais ou 0800 729 0001 para demais cidades. 

Veja também: NOVO piso para aposentadorias do INSS é aprovado? Confira!

2a fase dos valores esquecidos já tem data?

A segunda fase dos valores esquecidos do Banco Central está sendo aguardada por muitas pessoas. Com a previsão de ter aproximadamente R$ 4 bilhões disponíveis a serem devolvidos aos interessados que solicitarem, ainda não é possível afirmar a data em que o sistema voltará ao ar para que a população possa realizar a consulta e saber se há algum valor esquecido a receber.

É necessário aguardar mais um tempo. A demora devia-se à greve de servidores, que já terminou.

Veja também: BPC de R$ 1,2 MIL e auxílio-inclusão de R$ 606; confira as regras e quem pode receber mensalmente