Nova lei de trânsito CONFIRMA o fim da CNH e confunde grupo de motoristas; entenda!

A nova legislação do Contran dispensa CNH para veículos alternativos, promovendo transporte mais sustentável e acessível, e impactando positivamente a mobilidade urbana.

A resolução nº 996/2023 do Contran marca uma virada significativa na mobilidade urbana do Brasil, eliminando a necessidade de CNH para a condução de veículos alternativos como ciclomotores, bicicletas elétricas e patinetes elétricos. 

Essa medida, refletindo uma adaptação às novas demandas de transporte sustentável e acessível, beneficia uma ampla gama de usuários, promovendo uma coexistência mais segura nas vias públicas. 

Este artigo explora os detalhes da nova legislação, seus impactos para condutores e pedestres, e como ela contribui para uma mobilidade urbana mais inclusiva e ecológica.

Nova lei de trânsito CONFIRMA o fim da CNH e confunde grupo de motoristas; entenda!
Saiba quem ficará isento da CNH – Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Motoristas não precisam mais de CNH? Entenda a resolução do Contran 

O Contran introduziu uma mudança significativa na mobilidade urbana do Brasil com a resolução nº 996/2023, que dispensa a necessidade de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para a condução de determinados veículos alternativos. 

Esta nova lei beneficia diretamente os usuários de ciclomotores, bicicletas elétricas, patinetes elétricos, skates elétricos, e monociclos, clarificando as condições sob as quais esses veículos podem ser operados sem CNH. 

A legislação reclassifica esses meios de transporte, promovendo um deslocamento urbano mais inclusivo e sustentável, ao mesmo tempo que enfatiza a necessidade de habilitação para motocicletas, ciclomotores e motonetas.

A nova classificação de veículos

De acordo com a resolução, veículos como ciclomotores, agora definidos com motor de até 50 cm³ e limite de velocidade de 50 km/h, e bicicletas elétricas, que requerem esforço físico do condutor complementado por assistência elétrica, entram na categoria dos dispensados da CNH. 

Além disso, dispositivos de mobilidade individual motorizados, incluindo patinetes, skates e monociclos elétricos, também são contemplados pela nova regulamentação.

Impacto para condutores e pedestres

Esta atualização legal visa simplificar a mobilidade para os usuários desses veículos, promovendo um compartilhamento mais seguro e eficiente das vias públicas. 

Contudo, mantém a exigência de habilitação ACC ou CNH categoria A para motocicletas e ciclomotores mais potentes, além de registro e emplacamento, garantindo a segurança no trânsito.

Contribuição para a mobilidade urbana

A dispensa da CNH para veículos alternativos representa uma resposta às demandas por opções de transporte mais acessíveis e sustentáveis. 

Ao incentivar o uso desses veículos, a nova legislação alinha-se às metas ambientais do país e promove estilos de vida mais ativos. 

Espera-se que essa mudança tenha um impacto positivo na redução do congestionamento, na qualidade do ar urbano e no bem-estar geral da população.

Veja também: Paralisação nacional dos motoristas UBER vai durar até quando Classe CONFIRMOU data!

Afinal de contas, como tirar a habilitação? 

O processo para obter a CNH pode parecer complexo e intimidador para alguns. Neste artigo, exploraremos os passos envolvidos e o que você precisa saber para tirar sua habilitação. 

Curso teórico e exames

O primeiro passo para tirar a CNH é realizar um curso teórico em uma autoescola credenciada pelo DETRAN. 

Esse curso aborda conhecimentos sobre legislação de trânsito, direção defensiva, primeiros socorros, entre outros temas relevantes. 

Após a conclusão do curso, você precisará ser aprovado em um exame teórico, que avalia seus conhecimentos sobre esses assuntos.

Aulas práticas

Após ser aprovado no exame teórico, é hora de começar as aulas práticas de direção. Geralmente, são necessárias algumas aulas com instrutores qualificados para aprender as habilidades necessárias para operar um veículo de forma segura e eficiente. 

Após completar as aulas práticas, você estará pronto para realizar o exame prático de direção.

Emissão da CNH

Após ser aprovado no exame prático, você estará apto a receber sua CNH. O próximo passo é realizar o pagamento das taxas necessárias e aguardar a emissão do documento pelo DETRAN. 

Veja também: ESTES 18 estados oferecem carteira de motorista GRÁTIS: confira os detalhes e como conseguir