Cliente que comprou iPhone deve ganhar carregador e fones de ouvido GRATUITOS da apple; o que fala a LEI?

Entenda a determinação da justiça

Atualmente, a Apple é uma das empresas mais famosas do mundo. Essa fama pode ser dada em virtude dos dispositivos que a empresa produz, que prometem inovar desde a aparência, até às ferramentas, que em muitos casos, são a novidade do momento, jamais vistas. Além disso, câmera dos aparelhos também chama tamanha atenção dos consumidores.

Acontece, portanto, que uma decisão recente da Apple sobre a venda de carregadores, causou extrema indignação em diversos usuários. Além disso, a novidade dos carregadores também não agradou a justiça, que foi totalmente contra à decisão da empresa. Acontece, portanto, que uma nova decisão foi tomada, determinando que a Apple faça alterações em relação aos carregadores da marca.

Carregador
Nova decisão / Foto: divulgação

Decisão da Apple sobre os carregadores

Bem, como mencionado anteriormente, a Apple é uma das empresas mais famosas do mundo. Seus aparelhos são alvo da atenção mundial, mesmo antes do lançamento oficial. O grande chamativo da empresa, portanto, são os Iphones, aparelhos aos quais possuem um novo modelo lançado a cada ano. Acontece, portanto, que mediante às qualidades da empresa, o preço também é um tanto quanto elevado.

Dessa forma, em 2020, a Apple decidiu mudar a venda de seus produtos. Isto é, a partir da data mencionada, os novos Iphones deixaram de vir com carregadores. Mais especificamente, os dispositivos estão sendo vendidos sem a chamada “fonte”, responsável por conectar o cabo à tomada. Contudo, a empresa alegou que o foco está na diminuição do lixo eletrônico, a fim de trazer melhorias para o meio ambiente.

De acordo com a Apple, normalmente, quem compra um aparelho atual, possivelmente já possui um modelo antigo, e está apenas renovando seu celular. Assim sendo, o usuário já tem a fonte, que veio junto com seu antigo aparelho. Logo, não há necessidade de enviar uma nova, o que acarretará no aumento do lixo, que pode ser um tanto quanto prejudicial para o meio ambiente. O mesmo serve para os fones de ouvido.

Veja também: iPhones antigos estão sendo leiloados: modelo chega a ser vendido por mais de R$ 200 MIL, confira

O que diz a justiça

Antecipadamente, mesmo com a justificativa da Apple, a justiça brasileira não gostou nada da decisão da empresa. Isso porque, segundo a Justiça do estado de São Paulo, a prática é completamente abusiva aos consumidores, considerando o alto preço de venda dos aparelhos. Além disso, a fonte é vista como algo necessário para o funcionamento dos aparelhos.

Por esse motivo, seguindo as normas da Justiça, é indispensável que todas as marcas vendam seus aparelhos, contendo os itens tidos como básicos para seu funcionamento. Desse modo, a Justiça de São Paulo condenou a empresa a pagar uma multa de R$100 milhões, em primeira instância. O motivo da multa é justamente a ausência de carregadores.

De acordo com as informações divulgadas pela Justiça, a empresa só poderá vender seus aparelhos no país, mediante à presença dos carregadores. Além disso,  todo o dinheiro da multa irá para o fundo de proteção dos direitos dos consumidores. Por fim, até o momento, a Apple não apresentou nenhuma medida que contraria a decisão, portanto, é necessário aguardar as novas informações.

Veja também: Carregador sem fio está DANIFICANDO iPhones e Androids? Entenda!