Brasil pode aprovar novo AUXÍLIO EMERGENCIAL? Descubra hoje (27)!

Possível aprovação de um novo Auxílio Emergencial vai ajudar financeiramente milhões de cidadãos brasileiros; descubra mais a respeito

A notícia de que um novo Auxílio Emergencial pode ser aprovado pelo Governo Federal foi recebida com muita festa pelos brasileiros recentemente. Isto porque essa ajuda financeira vai auxiliar milhões de pessoas que se encontram numa situação econômica difícil.

Pensando nessa divulgação, elaboramos o texto a seguir com o objetivo de mostrar a você quais são os detalhes que envolvem essa proposta tão benéfica para o povo brasileiro. Prossiga lendo e descubra mais a respeito desta grande novidade!

Brasil pode aprovar novo AUXÍLIO EMERGENCIAL? Descubra hoje (26)!
Aprovação de novo Auxílio Emergencial para cidadãos brasileiros! Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Auxílio Emergencial

Quando a pandemia de COVID-19 estourou no Brasil e no mundo, se fez necessário que os Governos intermediassem pagamentos de suma importância para os mais necessitados. Dado que muitos brasileiros enfrentaram a pandemia em condições de pobreza extrema, a criação de auxílios foi fundamental.

Durante a crise sanitária, a aprovação de um Auxílio Emergencial para a população mais pobre concedeu o direito a parcelas de 600 reais, ainda que depois de muita resistência por parte de alguns parlamentares e do Governo Federal na época.

O intuito inicial era conceder parcelas de 200 reais para os cidadãos, mas seria insuficiente para auxiliar os milhões de brasileiros que vivem de aluguel e possuem custos maiores com suas famílias. Além do mais, com a inflação desenfreada e a economia em crise no país, vimos os preços indo às alturas no período, principalmente por conta dos baixos estoques e fechamentos de fábricas.

Desta forma, a crise econômica foi generalizada, afetando não só os indivíduos, mas também os cofres públicos. Mesmo assim, a liberação de R$ 600 para o Auxílio Emergencial ajudou a economia a não estagnar, incentivando o consumo das pessoas que necessitavam destes valores para sua sobrevivência.

Em seguida, o Auxílio Brasil surgiu como um instrumento complementar de renda, beneficiando muitos dos que recebiam o Auxílio Emergencial. Agora em 2023, o atual chefe do Executivo, Lula, reestruturou o Bolsa Família, que antes foi substituído pelo Auxílio Brasil.

Veja também: Como funciona o novo Auxílio Aluguel de até R$ 500?

Aprovação de nova ajuda financeira

De qualquer maneira, fato é que tanto o Auxílio Brasil quanto o Emergencial foram de extrema necessidade num período de tanta incerteza econômica. Logo, o Governo conseguiu identificar muitas pessoas vulneráveis que antes eram “invisíveis” aos olhos da esfera federal.

Portanto, pensando na necessidade de conceder auxílios emergenciais aos mais pobres e estimular o consumo, a Comissão de Agricultura da Câmara acabou de aprovar um PL que prevê o pagamento de cinco parcelas de um salário mínimo a famílias em situação de vulnerabilidade social e econômica.

O Auxílio Emergencial em questão será destinado àqueles que residem em cidades em que foi decretado estado de calamidade pública por conta de desastres naturais. Nesse sentido, será necessário cumprir alguns critérios para receber a ajuda. Confira a seguir.

Com o objetivo de beneficiar o povo brasileiro, a ajuda chegará para os seguintes públicos:

  •  pessoas cuja renda não ultrapassa 5 salários mínimos;
  • quem depende, preferencialmente, da agricultura familiar como fonte de sustento; e
  • moradores de zonas urbanas que declararam estado de calamidade.

Conforme o piso nacional vigente, as 5 parcelas de R$ 1320 totalizarão uma ajuda financeira de R$ 6600.

Saiba mais: Governo aprova novo AUXÍLIO EMERGENCIAL para público específico: confira os requisitos