Mudança no Pix é positiva para brasileiros? Entenda o que está acontecendo!

Volume financeiro das transações realizadas atingiu R$ 10,9 trilhões segundo dados do Banco Central. As mudanças devem acontecer no segundo semestre de 2023.

Mesmo com algumas mudanças, um estudo conduzido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) revelou que o Pix é o meio de pagamento mais utilizado pelos brasileiros. Em comparação às transferências via DOC, TED, pagamento de contas e saques, a ferramenta instantânea do Banco Central do Brasil é mais popular.

Em 2022, o volume financeiro das transações realizadas via Pix atingiu R$ 10,9 trilhões, de acordo com dados do Banco Central. Para entender o que vem por aí, continue no artigo abaixo.

mudança pix
Saiba o que muda no Pix – Imagem: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Dando continuidade aos projetos do governo anterior

Para dar continuidade aos projetos que já estavam em andamento no Banco Central desde o governo anterior, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), afirmou que antecipará a implantação do uso do Pix para as operações e transações de crédito no Brasil. A previsão é de que a funcionalidade seja apresentada somente no segundo semestre de 2023.

Entretanto, alguns bancos, como o Nubank e o PicPay, já oferecem a modalidade, mas ainda não foi feita a padronização do serviço para todas as instituições.

Em resumo, os usuários poderão fazer transferências via Pix usando o limite do cartão de crédito fornecido pela instituição financeira correspondente. No entanto, haverá incidência de taxas sobre a transação, como já ocorre nos bancos que oferecem essa modalidade.

Veja também: Você sabia que o PIX tem um limite? Veja como consultar o seu

Mudança no Pix

Além disso, a atual gestão deve lançar cinco novas modalidades do Pix este ano:

  • Pix automático, que permite o débito em conta de pagamentos recorrentes;
  • Pix por aproximação;
  • Pix internacional, para transferência de valores entre países parceiros;
  • Pix offline, no qual o pagamento poderá ser feito mesmo sem internet;
  • Pix Garantido, que, assim como no cartão de crédito, será permitido fazer o parcelamento do pagamento.

Com a promessa de mais funcionalidades para o Pix, os brasileiros contarão com mais serviços à sua disposição, o que será benéfico.

Veja também: Empresas recebem prazo CURTÍSSIMO para acertarem situação do PIX

A importância do Pix para a economia nacional

Com a facilidade e agilidade do Pix, as transações financeiras se tornam mais eficientes e menos onerosas, o que é benéfico tanto para as empresas quanto para os consumidores.

Com a redução do tempo e dos custos envolvidos nas transações, o Pix pode impulsionar a economia, permitindo que as empresas invistam mais e gerem mais empregos, enquanto os consumidores têm mais facilidade para realizar suas compras.

Além disso, o Pix pode contribuir para a inclusão financeira, pois torna as transações mais acessíveis e baratas, possibilitando que pessoas que antes não tinham acesso a serviços financeiros possam utilizá-los. Isso é particularmente importante em um país como o Brasil, onde há ainda muitas pessoas que não possuem conta em banco.

Não é à toa que o Pix tem recebido tanta atenção do governo e das instituições financeiras. Em breve, novas funcionalidades devem ser lançadas.

Em resumo, o Pix é uma inovação que traz inúmeros benefícios para a economia brasileira e, com a evolução do sistema, é de se esperar que seu uso se torne ainda mais disseminado e que a economia nacional se beneficie ainda mais.

Veja também: Mudança no PIX anunciada por Haddad CHOCA brasileiros