Motoristas de aplicativo terão benefícios do INSS liberados em 100%? Saiba tudo!

Os benefícios do INSS são de grande importância para os trabalhadores, mas apenas quem contribui mensalmente pode receber. Será esse o caso dos motoristas de aplicativo?

Os motoristas de aplicativo, uma força de trabalho crescente no Brasil, agora têm um motivo a mais para comemorar. Afinal, seus direitos estão sendo cada vez mais garantidos.

Recentemente, foi divulgado que esses profissionais, juntamente com mototaxistas e entregadores, podem se beneficiar da seguridade social, contribuindo para o INSS e, assim, tendo acesso a uma gama de benefícios previdenciários.

Para isso, entretanto, é importante não perder todas as informações sobre como contribuir e quais direitos podem receber. Vamos lá?

Os motoristas de aplicativo estão prestes a receber mais benefícios do INSS. Veja como é possível!
Os motoristas de aplicativo estão prestes a receber mais benefícios do INSS. Veja como é possível! / Foto: divulgação

Contribuir com o INSS é importante

Em resumo, contribuir mensalmente para o INSS é essencial para garantir segurança financeira no futuro. Essas contribuições asseguram o acesso a benefícios previdenciários como aposentadoria, auxílio-doença, pensão por morte e salário-maternidade.

Além disso, a regularidade nas contribuições mantém a qualidade de segurado, permitindo usufruir dos benefícios quando necessário.

A contribuição ao INSS é um investimento na sua tranquilidade e bem-estar, além de ser um suporte para sua família em momentos críticos.

Portanto, manter as contribuições em dia é uma atitude responsável e estratégica para uma vida financeiramente estável e segura.

Como motoristas de aplicativo podem fazer a contribuição?

Para iniciar as contribuições e garantir seu direito aos benefícios, os motoristas devem acessar o portal Meu INSS e seguir um procedimento simples para a emissão da Guia de Previdência Social (GPS).

Com opções de contribuição que variam de 11% a 20% sobre o salário mínimo, existe uma flexibilidade que permite ao trabalhador escolher o plano que melhor se adapta às suas condições.

Veja mais temas: Descubra se você também está autorizado a SACAR R$ 6 mil do FGTS em fevereiro

Passo a passo para a contribuição dos motoristas de aplicativo

Ademais, para contribuir para o INSS como trabalhador autônomo, siga este passo a passo simplificado:

  1. Acesso ao portal: primeiramente, visite o site Meu INSS (https://meu.inss.gov.br/) e acesse sua conta. Se ainda não tiver uma, crie-a utilizando suas informações pessoais e seguindo as instruções;
  2. Emissão da GPS: no portal, procure pela opção “GPS” ou “Emissão de Guia”. Você poderá digitar “GPS” na barra de pesquisa para facilitar;
  3. Preenchimento dos dados: em seguida, será necessário inserir seu NIT (Número de Identificação do Trabalhador), que pode ser seu PIS/PASEP ou NIS, e confirmar seus dados;
  4. Seleção da competência: escolha o mês e o ano referente à contribuição que deseja pagar;
  5. Código de pagamento: opte pelo código adequado à sua situação:
    • 1163 para o Plano Simplificado com alíquota de 11% sobre o salário mínimo, garantindo aposentadoria por idade;
    • 1007 para contribuição sobre um percentual do seu salário, variando de 20% do salário mínimo até o teto do INSS, permitindo aposentadoria por tempo de contribuição.
  6. Emissão da guia: após a seleção, emita a Guia de Previdência Social (GPS);
  7. Pagamento: realize o pagamento da GPS até a data de vencimento em bancos, casas lotéricas, ou através de internet banking.

Lembrando que essas informações são um guia geral. Para instruções detalhadas e personalizadas, sempre consulte o site oficial do INSS e considere buscar orientação de um contador ou profissional especializado em previdência para garantir que está contribuindo corretamente de acordo com suas necessidades e objetivos previdenciários.

Benefícios acessíveis aos motoristas de aplicativo

Após iniciar as contribuições, os motoristas de aplicativo passam a ter direito a uma série de benefícios, como:

  • Aposentadoria por idade ou tempo de contribuição;
  • Pensão por morte;
  • Benefício por incapacidade temporária ou permanente;
  • Auxílio-acidente;
  • Auxílio-reclusão;
  • Salário-maternidade;
  • Salário-família.

Esses benefícios são fundamentais para a segurança financeira dos profissionais e de suas famílias.

O caminho para a segurança financeira

Contribuir para o INSS é um passo significativo para a segurança financeira dos motoristas de aplicativo. Além de garantir benefícios essenciais, reforça a importância da formalização e do planejamento financeiro para profissionais autônomos e freelancers, promovendo uma cultura de proteção social para todos.

Acompanhe mais: Comunicado OFICIAL aborda ausência na Prova de Vida do INSS, suspensão de pagamentos e mais

Motoristas de aplicativo recebem bloqueio sem explicação

Motoristas da Uber enfrentam o desafio do bloqueio inesperado de suas contas na plataforma, uma situação que gera preocupações e questionamentos.

Em um relato recente, há queixas de motoristas que se veem abruptamente impedidos de trabalhar, sem uma justificação clara da empresa.

A situação ganhou notoriedade após um caso no Rio Grande do Sul, onde um motorista conseguiu reverter seu bloqueio na justiça, destacando a necessidade de uma abordagem mais transparente e justa da Uber em relação a essas desativações.

Entre a flexibilidade e o imprevisto

A Uber destaca que todas as ações de desativação seguem as políticas e diretrizes da empresa, visando manter a segurança e a positividade na experiência de todos os usuários da plataforma.

No entanto, a falta de comunicação clara e a ausência de uma justificativa específica para os bloqueios levantam questões sobre o equilíbrio entre as medidas disciplinares e o suporte aos motoristas parceiros.

Este cenário coloca em evidência a importância de processos transparentes e justos, que considerem as circunstâncias individuais e garantam aos motoristas uma oportunidade de revisão e esclarecimento.