Moeda de 1 real das Olimpíadas pode valer mais de R$ 500,00: você ainda tem?

Poucas pessoas sabem, mas uma simples moeda de 1 real das Olímpiadas pode valer uma grande quantidade de dinheiro. Entenda.

Certamente você já deve ter visto uma moeda de R$ 1. É bem provável que você tenha o item guardado em seu cofrinho de casa. O que poucas pessoas sabem, é que o objeto pode valer uma grande quantia. 

Ou seja, ele vale muito mais do que o valor nominal. Colecionadores estão dispostos a pagar pequenas fortunas, caso encontrem a moeda certa. Mas, não é qualquer peça que vale muito dinheiro. 

Na verdade, é necessário que ela atenda alguns critérios. Confira todos eles lendo esta matéria. 

Moeda de 1 real das Olimpíadas pode valer mais de R$ 500,00 você ainda tem
Esta moeda de um real pode ser vendida por um preço alto – Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Simples moeda pode valer muito dinheiro

No universo das coleções, itens raros sempre despertam grande interesse e podem valer uma verdadeira fortuna. 

Uma dessas preciosidades que tem chamado a atenção é a moeda de 1 real lançada em comemoração às Olimpíadas, que pode valer até R$ 650. Se você possui essa peça em sua coleção, saiba que ela pode ser sua mina de ouro pessoal.

Um tesouro

A Casa da Moeda do Brasil lançou uma série especial de moedas para celebrar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. 

Entre elas, a moeda de rugby, com um detalhe curioso que eleva seu valor: o reverso invertido. Esse erro de cunhagem, raro e único, faz dela um objeto de desejo entre colecionadores.

Como identificar o item valioso

Para verificar se sua moeda é a versão valiosa, observe o reverso. Se a imagem estiver invertida em relação ao padrão comum, parabéns, você tem em mãos uma peça que pode valer até R$ 650. 

Mas lembre-se, a condição da moeda influencia diretamente no seu valor. Mantenha-a em um estado de conservação excelente para assegurar a melhor cotação.

Quando decidir vender sua moeda, a internet será sua melhor aliada. Existem sites e fóruns especializados onde colecionadores buscam adquirir itens raros. Essa é uma oportunidade de ganhar um dinheiro extra com pouco esforço. 

Contudo, antes de fechar negócio, pesquise bem para garantir a melhor oferta.

Cuidados ao vender

Antes de vender sua moeda, certifique-se de que ela esteja protegida e conserve suas características originais. A autenticidade e a condição da moeda são cruciais para que você obtenha o melhor preço. 

Coleções de moedas requerem cuidado e atenção aos detalhes para que seu valor seja preservado.

Veja também: Moeda de apenas 25 CENTAVOS pode valer até R$ 30 mil; confira o modelo!

Classificações na numismática

A numismática é uma paixão que une história, cultura e economia através da coleção e estudo de moedas e medalhas. Este fascinante hobby é uma forma de preservar pedaços da história humana. 

Um aspecto crucial para colecionadores e estudiosos é a classificação das moedas, que determina seu valor, raridade e estado de conservação. 

As classificações ajudam a determinar o valor de mercado de uma peça, sendo crucial para transações comerciais, avaliações e para o estudo histórico. As principais classificações são:

Flor de Cunho (FC): esta é a classificação mais alta para uma moeda, indicando que ela nunca circulou e mantém todas as suas características originais de quando foi cunhada. 

Moedas Flor de Cunho apresentam o máximo detalhe possível, sem desgastes ou arranhões, e um brilho original de cunhagem.

Sob (Sob):  “Sobre Flor de Cunho” e refere-se a moedas que, apesar de já terem circulado, mantêm grande parte de seus detalhes originais, com mínimos sinais de desgaste.

Muito Bem Conservada (MBC): moedas classificadas como Muito Bem Conservadas mostram sinais de circulação, mas ainda preservam a maior parte dos detalhes de design. 

É possível notar algum desgaste, mas as características principais ainda são facilmente identificáveis.

Veja também: Teve o Bolsa Família CANCELADO? Veja como recorrer a decisão do programa