Modelos de motos que não exigem CNH para circular: brasileiros podem andar sem carteira de habilitação

Veículos têm caído no gosto dos apaixonados por motocicletas

Seja pelo preço dos combustíveis, seja pela praticidade, os veículos elétricos estão na moda. Assim como a quantidade de carros elétricos têm aumentado bastante nos últimos anos, cresce também o número de opções das motos elétricas. Vista como a melhor solução de mobilidade no trânsito caótico das cidades grandes não é difícil imaginar porque a carinhosa motinho tem conquistado tantos adeptos brasileiros. Leia mais sobre o assunto no artigo abaixo.

motos elétricas que não exigem cnh
Modelos de motos que não exigem CNH para circular – Imagem: Divulgação

Sem necessidade de CNH

As motos elétricas, além de serem ótimas para os deslocamentos do dia a dia, ajudam na economia dos caros combustíveis e nos cuidados com o meio ambiente. Muito similares a scooters e bicicletas elétricas, não exigem que seus pilotos tenham Carteira Nacional de Habilitação (CNH) o que aumenta ainda mais o apreço por elas. Conheça agora cinco exemplos de motos elétricas que podem atingir velocidades de até 25 km/h.

Veja também: App de transporte pagará Auxílio Motorista? Condutores podem receber valor extra pela suba da gasolina!

Tailg Junior

Com características que unem moto, bicicleta e patinete, a Tailg Junior possui uma autonomia de 40 km. Seu design também tem um conjunto de farol de LED dianteiro e traseiro e capacidade de aguentar até 100 kg. Custa em média, R$ 5.490.

Loop K1

Seu design único aguenta pesos de até 120 kg e tem autonomia de 35 km. A Loop K1 inda possui uma tela com display em LCD, bluetooth e alto-falante. Em média, seu valor é de R$ 1.790.

Tailg Dyfly

A Tailg Dyfly é uma bicicleta elétrica bastante parecida com uma pequena scooter, mas com uma diferença: Possui uma autonomia de até 45 km, seu modelo lembra a antiga Honda Dream e tem freio dianteiro a disco, painel digital e farol em LED além de aguentar até 120 kg. Seu preço é de R$ 10.990.

Caloi Mobylette Elétrica

Parecida com a mobilete, famosa nos anos 80 e 90, Caloi Mobylette Elétrica corre bem: Possui velocidade de até 25 km/h e uma autonomia de até 30 km. Não exige CNH, mas seu piloto precisa ter a Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC). Seu preço, em geral, é de R$ 9.199,99.

Zero Luna

A Zero Luna é uma bicicleta elétrica com uma autonomia entre 30 e 40 km. Porém, seu tempo de recarga é de de 6 a 8 horas. Além disso, o piloto precisa atender a Resolução 465/2013 do Conselho Nacional de Trânsito (CONATRAN). Seu valor aproximado é de R$ 6.499,90.

Veja também: Uber mostrará valor e destino das corridas antes dos motoristas aceitarem; passageiros criticam mudança