- Publicidade -

Menores de IDADE podem receber o Auxílio Brasil? Veja os critérios!

Veja o que fazer para se cadastrar.

0

O Auxílio Brasil tomou grandes proporções após o aumento de R$ 200 aprovados com a PEC dos Benefícios. Ainda, o calendário vigente neste mês de Setembro contou com a inclusão de 450 mil novas famílias. Com isso, o quadro de beneficiários subiu para 20,65 milhões. Contudo, a ampliação chamou a atenção para alguns detalhes pouco divulgados. Afinal, qual é a faixa etária para receber as parcelas do programa? E mais: o Auxílio Brasil pode ser pago para menores de idade? Bom, confira isso e mito mais no decorrer desta matéria.

- Publicidade -

De fato, muito se fala sobre o cumprimento dos critérios de elegibilidade do programa, com uma atenção maior as rendas mínima e máxima. Mas, até o momento, nenhuma abordagem foi feita acerca da idade permitida para receber o Auxílio Brasil. Porém, antes de responder à pergunta crucial, iremos esclarecer o que é preciso para ser aceito na transferência de renda. Veja!

Conheça os critérios. (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br).

Quem pode receber o Auxílio Brasil?

Em suma, o benefício é pago às famílias brasileiras em situação de vulnerabilidade social que estão inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal. Tendo havido a inclusão de 450 mil beneficiários na última semana, de agora em diante, o programa passa a atender 20,65 milhões de pessoas.

- Publicidade -

Contudo, além da inserção no sistema do CadÚnico, também é preciso que estas pessoas se enquadrem nas linhas de pobreza extrema e pobreza. Isto é, apresentem uma renda familiar entre R$ 105 e R$ 210 por pessoa. Respeitando esses critérios, a inclusão na folha de pagamento do Auxílio Brasil pode ocorrer de 03 formas. São elas:

  • Se já tinha o Bolsa Família: Auxílio Brasil será automaticamente pago;
  • Se está inscrito no CadÚnico, mas não recebia o Bolsa Família: vai para a lista de reserva; ou
  • Se não está inscrito no CadÚnico, é preciso buscar um CRAS para registro, sem garantia de receber.

Ademais, é importante lembrar que a família deve ser composta por algum desses membros:

  • Crianças;
  • Gestantes;
  • Mães que ainda amamentam;
  • Adolescentes;
  • Jovens entre 0 e 21 anos incompletos.

- Publicidade -

Veja ainda: Parcelas de R$ 800,00 através do Auxílio Brasil? Entenda! 

Cadastro

Em primeiro lugar, vale ressaltar que o CadÚnico é o banco de dados que reúne informações da população de baixa renda do Brasil. Para facilitar o seu cadastro, ele já está disponível em formato digital através de site ou aplicativo (https://bityli.com/OBlcvm). Para ser incluído ou se manter na folha de pagamento do Auxílio Brasil, é de suma importância estar registrado no CadÚnico com os dados atualizados e ativos.

Assim, a família que deseja se inscrever no CadÚnico deve apresentar uma renda mensal de até ½ salário-mínimo por pessoa; ou seja, R$ 606,00. Ou ainda, 03 salários-mínimos como renda familiar, R$ 3.636,00.

- Publicidade -

Por fim, se o grupo familiar se enquadrar nas condições solicitadas, basta procurar o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) mais próximo, situado no município em que reside. Saiba que é comum ter mais de uma unidade espalhada pela cidade, com o objetivo de atender melhor cada região.

E quanto à idade?

Bem, a idade mínima para um cidadão brasileiro se inscrever no CadÚnico é 16 anos. Assim, o jovem nesta faixa etária, a depender da estrutura familiar em que vive, pode se tornar o responsável tomando a frente do cadastro.

Considerando que a inclusão no Auxílio Brasil é feita com base na participação no CadÚnico, entende-se que o jovem com mais de 16 anos pode ser selecionado para entrar na folha de pagamento da transferência de renda. Claro, isso será possível desde que também cumpra as regras do programa.

- Publicidade -

Veja ainda: Fuja da FILA para receber o Auxílio Brasil, saque online; veja como  

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais