Melhor que o 13º? Novo ABONO com valores inéditos pode superar R$ 9 mil e surpreende trabalhadores

Trabalhadores brasileiros podem agora se beneficiar de um novo abono do PIS/PASEP, superando até mesmo o valor do 13º salário, com a possibilidade de sacar até R$ 9.000 em passos simplificados.

Em uma reviravolta financeira aguardada por trabalhadores em todo o Brasil, um novo abono do PIS/PASEP foi anunciado, trazendo uma onda de expectativa e alívio.

Considerado por muitos como uma alternativa ainda melhor ao tradicional 13º salário, esse novo abono promete injeções de capital inéditas, com valores que podem totalizar até R$ 9.000, dependendo da elegibilidade e do tempo de serviço do trabalhador no ano de 2022.

Melhor que o 13º? Novo ABONO com valores inéditos pode superar R$ 9 mil e surpreende trabalhadores
Confira sobre o PIS PASEP. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

PIS PASEP

No contexto atual, onde a economia enfrenta desafios e a população busca formas de incrementar sua renda, o anúncio desse abono vem como um alívio.

Para ter direito ao benefício, além da inscrição no PIS/PASEP por cinco anos, é essencial que o trabalhador tenha estado em atividade remunerada por pelo menos 30 dias no ano de 2022, com seus dados corretamente reportados na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) ou no eSocial.

Este abono é proporcional ao tempo de trabalho durante o ano-base, considerando o salário mínimo atual de R$ 1.412. Isso significa que os valores do benefício variam desde R$ 117,67 para quem trabalhou apenas um mês, até R$ 1.412,00 para quem trabalhou o ano inteiro.

O calendário de pagamentos está organizado conforme o mês de nascimento dos trabalhadores, assegurando que o processo de distribuição seja fluido e eficiente.

Quem tem direito ao novo abono do PIS/PASEP?

O novo abono do PIS/PASEP é destinado a trabalhadores que atendem a critérios específicos estabelecidos pelo governo. Para ser elegível a este benefício, o trabalhador precisa ter sido inscrito no PIS/PASEP por pelo menos cinco anos.

Além disso, é necessário ter trabalhado com remuneração por pelo menos 30 dias no ano de 2022, sob regime CLT para trabalhadores da iniciativa privada ou como servidor público para aqueles vinculados ao PASEP.

Outro requisito importante é que os dados do trabalhador tenham sido corretamente reportados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) ou no eSocial, dependendo do caso.

O valor do abono é proporcional ao tempo trabalhado durante o ano-base, e os trabalhadores precisam ter recebido, em média, até dois salários mínimos mensais nesse período.

Este abono visa beneficiar aqueles que estão ativamente contribuindo para o mercado de trabalho, oferecendo um suporte financeiro adicional que reconhece sua participação na força de trabalho do país.

Veja também: Aprenda a consultar o seu PIS e o possível saque do abono; você pode ter direito e não sabe

Quando começam os pagamentos do novo abono do PIS/PASEP?

Os pagamentos do novo abono do PIS/PASEP para o ano de 2024 estão organizados conforme o mês de nascimento dos trabalhadores, tanto da rede privada quanto pública.

O calendário divulgado indica que os pagamentos começam em fevereiro de 2024 para os nascidos em janeiro e se estendem até agosto de 2024, garantindo que todos os beneficiários elegíveis tenham acesso ao seu abono dentro desse período.

A data específica de pagamento depende do mês de nascimento do trabalhador ou, no caso dos servidores públicos, do número final de inscrição no PASEP.

É importante que os trabalhadores verifiquem o calendário específico e as orientações fornecidas pelos órgãos responsáveis, como a Caixa Econômica Federal para o PIS e o Banco do Brasil para o PASEP, para saber exatamente quando e como podem realizar o saque de seus benefícios.

Veja também: PIS Pasep 2023: consulta LIBERADA para saber quem tem acesso ao benefício

Qual é o valor total que posso receber do novo abono do PIS/PASEP?

O valor total que um trabalhador pode receber do novo abono do PIS/PASEP é proporcional ao tempo de serviço durante o ano-base de 2022, com o valor do abono calculado com base no salário mínimo vigente.

O valor máximo que um trabalhador pode receber é de R$ 1.412,00, que corresponde ao trabalho de 12 meses completos durante o ano-base. Para aqueles que trabalharam menos tempo, o valor é calculado proporcionalmente, significando que para cada mês trabalhado, o trabalhador tem direito a 1/12 do valor do salário mínimo.

Portanto, o montante que cada indivíduo pode receber varia de acordo com o número de meses trabalhados em 2022, indo desde R$ 117,67 para um mês de trabalho até o valor máximo mencionado para quem trabalhou o ano inteiro.

Veja também: PIS/Pasep tem destino decidido? Descubra se você já pode receber o novo abono salarial