Mais de R$ 7 BILHÕES esquecidos HOJE (17/02): consulte e descubra quanto você tem disponível

Milhares de brasileiros ainda possuem algum valor para receber proveniente de fontes diversas. Para isso, eles precisam ficar atentos ao passo a passo da consulta.

Você sabia que R$ 75 bilhões estão esquecidos em bancos e instituições financeiras esperando para serem resgatados? Sim, esse valor impressionante inclui tanto pessoas físicas quanto jurídicas.

Muitos brasileiros ainda não fazem ideia de que podem ter algum dinheiro disponível, o que faz com que os valores fiquem parados por muito tempo. Mas isso pode mudar!

Os valores esquecidos pelos brasileiros ainda estão disponíveis para saque. Saiba como!
Os valores esquecidos pelos brasileiros ainda estão disponíveis para saque. Saiba como! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

O que são os valores esquecidos?

Graças à iniciativa do Banco Central, o Sistema Valores a Receber (SVR), você pode verificar se tem direito a alguma quantia esquecida e iniciar o processo de resgate de forma simples e segura, diretamente via PIX.

Surpreendentemente, R$ 6 bilhões são destinados a pessoas físicas e R$ 15 bilhões a empresas. A maior parte deste montante, cerca de R$ 44 bilhões, está em bancos, com o restante distribuído entre administradoras de consórcios, cooperativas, instituições de pagamento e financeiras.

Outros lugares de onde os valores esquecidos podem vir

Em suma, o dinheiro esquecido pode vir de uma variedade de fontes em instituições financeiras, incluindo:

  1. Contas correntes ou poupanças inativas;
  2. Tarifas e cobranças bancárias cobradas indevidamente;
  3. Seguros não resgatados;
  4. Fundos de pensão ou previdência privada;
  5. Contas de consórcios não contemplados ou cancelados;
  6. Rendimentos e dividendos de investimentos;
  7. Restituições de imposto de renda não sacadas;
  8. Créditos de empréstimos pagos a mais;
  9. Salários de contas salário esquecidas;
  10. Cheques compensados ou depósitos não creditados corretamente.

Nesse sentido, é importante verificar periodicamente se você tem valores a receber de qualquer uma dessas fontes para garantir que você não esteja deixando dinheiro para trás.

Saiba de outros temas: Precisando de dinheiro na conta? Veja como adicionar SALDO usando o limite do cartão de crédito do Nubank!

Como reaver seu dinheiro?

O processo para resgatar seus valores é direto:

  1. Acesse o SVR: primeiramente, entre no site do Banco Central (https://valoresareceber.bcb.gov.br/publico) e siga os passos para consultar se você tem valores a receber;
  2. Verifique e resgate: em seguida, uma vez confirmada a existência de valores, você pode solicitar o resgate por meio de um login no Gov.br, e os valores serão listados por instituição. Selecione de onde deseja resgatar e opte pelo recebimento via PIX;
  3. Fique atento a golpes: lembre-se, o site do Banco Central é o único canal oficial para essa consulta. Desconfie de qualquer outro meio que prometa acessar seus valores esquecidos.

Cada um dos centavos esquecidos conta!

Alguns podem pensar que o esforço não vale a pena, antecipando que o valor a se receber seja mínimo. No entanto, qualquer quantia pode fazer a diferença no seu orçamento mensal.

Nesse sentido, não subestime o potencial de encontrar uma pequena (ou quem sabe grande!) surpresa financeira à sua espera.

Não deixe para depois

O SVR é uma ferramenta valiosa que pode beneficiar inúmeras pessoas e empresas, devolvendo valores que foram esquecidos por qualquer razão.

Dessa forma, se você ainda não verificou se tem dinheiro para receber, não perca mais tempo. A oportunidade de recuperar o que é seu está ao alcance de um clique.

Por fim, acesse já o site do Banco Central e descubra se você é um dos beneficiários desses R$ 75 bilhões esquecidos. Quem sabe você não tem uma grata surpresa esperando? Não deixe seu dinheiro esquecido; faça-o trabalhar para você!

Confira outras novidades: Entrou no VERMELHO? Veja como fazer seu dinheiro RENDER neste ano para se recuperar financeiramente!

Aumente seus rendimentos com investimento

A poupança permanece como a opção de investimento favorita entre os brasileiros, apesar de render menos em comparação a outras alternativas.

Cerca de 65% das pessoas ainda optam por ela, de acordo com pesquisa da CNDL. Se você quer saber como otimizar seus ganhos na poupança do Banco do Brasil, este guia é para você.

Como investir?

Para começar, basta ser correntista do Banco do Brasil, ou abrir uma conta e ativar a função de poupança com um depósito inicial.

Os rendimentos na poupança do BB são vinculados à taxa Selic e à Taxa Referencial. Quando a Selic está a 8,5% ao ano ou menos, o rendimento é 70% da Selic mais a TR. Acima disso, é 0,5% ao mês mais a TR.

Investir R$500 mil na poupança do Banco do Brasil pode render cerca de R$3.250 mensais com a Selic acima de 8,5%.

Para um investimento de R$600 mil, o retorno esperado é de R$3.900 mensais, e para R$700 mil, cerca de R$4.550 mensais, considerando um rendimento médio de 0,65% ao mês.

Recomendações importantes

Para quem tem mais capital, é recomendável explorar outras opções de investimento além da poupança, como títulos públicos, CDBs, ações, e fundos imobiliários, para uma diversificação que pode superar a inflação e maximizar os retornos.

Abrir uma conta poupança no Banco do Brasil é simples, exigindo apenas uma visita à agência com os documentos necessários.

Embora a poupança tenha isenção de taxas para serviços básicos, atividades extras podem ser tarifadas, mas há descontos dependendo do saldo.