Lula anuncia MEDIDA e diz que trabalhadores serão BENEFICIADOS: você concorda?

Lula confirma que uma nova medida vai beneficiar os trabalhadores brasileiros; sabia do que se trata.

Uma novidade trazida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) promete beneficiar os trabalhadores brasileiros. A declaração, dada durante um evento em Teresina, no Piauí, na última quinta-feira (31), dá um novo ânimo à classe. O petista, inclusive, afirmou que medidas desse tipo devem prever o impacto nos demais entes federativos, principalmente nos municípios. Quer saber do que se trata? Então, siga a leitura e descubra a seguir.

Trabalhadores têm novos motivos para comemorar, segundo Lula. (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br).

Trabalhadores brasileiros serão beneficiados por nova medida anunciada por Lula: entenda

Na última quinta-feira, 31, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu que a redução de impostos do Governo Federal deve favorecer os trabalhadores, além dos empresários. O anúncio, como mencionado, ocorreu em um evento em Teresina, no Piauí. Na ocasião, o presidente também afirmou que medidas desse tipo devem levar em conta o efeito nos outros níveis de governo, especialmente nas cidades.

No evento, Lula ainda aproveitou para comentar sobre um Projeto de Lei, o qual prorroga a desoneração da folha de pagamentos. A prorrogação seria até o dia 31 de dezembro de 2027 e afetaria 17 setores da economia brasileira. O projeto em questão, inclusive, foi aprovado pela Câmara dos Deputados na quarta-feira (30).

Além disso, o petista também comentou sobre uma desoneração que ocorreu durante o governo de Dilma Rousseff. Na ocasião, o movimento envolveu R$ 540 bilhões. Segundo ele, a intenção é fazer com que “os dois lados” sejam favorecidos, fazendo referência a classe empresarial e a trabalhadora.

Veja também: TENSÃO entre os brasileiros após cobrança tributária ser anunciada por LULA 

Crise nas prefeituras também foi assunto no evento

Lula também abordou a crise financeira enfrentada pelas prefeituras em todo o país, resultante da redução na arrecadação do Governo federal, que se deve à diminuição no compartilhamento de receitas. O presidente, no entanto, deixou claro que poder Executivo Federal está preocupado com a situação dos governos municipais.

Lula fez questão de ressaltar que problemas relacionados à educação, saúde, infraestrutura de estradas, saneamento básico e transporte público são de responsabilidade das cidades. Portanto, os prefeitos devem ser tratados com o devido respeito. Ele ainda explicou que à medida que a arrecadação do Governo Federal diminui, o Fundo de Participação dos Municípios também sofre reduções, ao mesmo tempo em que são atribuídas mais obrigações aos prefeitos, sem um correspondente aumento nos recursos financeiros disponibilizados para cumprir essas obrigações.

Por fim, o evento no Piauí, no qual Lula fez essas declarações, teve como propósito o lançamento do programa “Brasil sem Fome”. A saber, o objetivo central desse programa é eliminar a situação de fome no Brasil, reduzindo as taxas de pobreza e melhorando a segurança alimentar e nutricional da população. Além disso, também foram anunciados investimentos no Novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) do estado.

Sanção do arcabouço fiscal é publicada no Diário Oficial da união

O presidente Lula aprovou oficialmente o conjunto de medidas fiscais proposto pelo Ministério da Fazenda, que prevê regras para conter o aumento dos gastos públicos, substituindo o limite estabelecido para 2024. A sanção, inclusive, já foi publicada no Diário Oficial da União de quinta-feira, 31 de agosto.

O conjunto de medidas fiscais já passou pelo processo de aprovação tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado Federal. O Senado havia feito modificações pontuais no texto, que posteriormente retornou à Câmara, sendo finalmente aprovado em 29 de agosto. Apesar da sanção, Lula vetou alguns trechos do documento. Um desses vetos, por exemplo, deve fornecer maior flexibilidade para que o governo realize o bloqueio de investimentos.

Saiba também: Lula anuncia grande NOVIDADE que deverá AFETAR diretamente pequenos e médios empreendedores