Ministro explica a LIMITAÇÃO do pagamento extra do Bolsa Família: até R$ 900,00?

Saiba o que o Ministério do Desenvolvimento Social afirmou sobre o adicional e quando pode começar!

Milhões de brasileiros e brasileiras neste momento estão passando por uma situação frágil. A vulnerabilidade é uma realidade principalmente em famílias que contam com crianças pequenas e que dependem do Bolsa Família em 2023. 

Por isso muitos olhares estão atentos para o pagamento do adicional de R$ 150 que deve ser adicionado para algumas famílias. Entenda exatamente todos os detalhes e saiba o que foi confirmado oficialmente até o momento pelos próprios ministros – do Desenvolvimento Social e da Fazenda. 

Pagamento Bolsa Família
Saiba como devem funcionar os pagamentos extra do Bolsa Família em 2023 (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br)

Pagamento extra do Bolsa Família de R$ 150

Antes de mais nada, é importante lembrar que estamos falando daquele valor a mais que é chamado de adicional – ou então de pagamento extra. 

Esse pagamento de R$ 150 foi prometido na campanha pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e agora está confirmado no Orçamento de 2023. Essa é uma prioridade levando em consideração as inúmeras famílias que estão passando por insegurança alimentar. 

Contudo, muitas pessoas ainda estão com dúvidas sobre o adicional de R$ 150 do Bolsa Família. Afinal de contas, esse valor realmente será ofertado no primeiro semestre? Quando?

Veja também: ‘Busca ativa’ do Bolsa Família já foi CONFIRMADA: descubra o que pode acontecer

Ministro falou sobre o pagamento extra do Bolsa Família

Um dos principais responsáveis pelo pagamento neste momento é o atual Ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias. 

Desde antes da posse, o ministro já está tratando sobre o pagamento do benefício. De acordo com ele, essa pasta pode ser considerada o “coração do novo governo” já que a luta contra a fome é o principal objetivo. 

Contudo, para garantir o pagamento adicional do programa de forma acertada, Dias confirmou que o Ministério está preocupado em revisar os cadastros do Bolsa Família. 

Ou seja, para que todos que possuem direito recebam normalmente, está acontecendo um “pente-fino” para verificar quais famílias estão dentro das regras. 

  • “Nós olhamos, são cerca de 10 milhões [de cadastros irregulares] no meio de 40 milhões de famílias que estão no Cadastro Único. Nós temos uma parte considerável que estará passando pelo crivo dessa atualização”, disse Wellington Dias ao tomar posse. 

Vai ter limite no adicional do Bolsa Família em 2023?

Por fim, uma das principais dúvidas é sobre o limite dos pagamentos adicionais do Bolsa Família. A grande questão é: as famílias que possuem mais de duas ou três crianças poderão receber? 

Até o momento, o que se sabe é que o pagamento será de R$ 150 para cada criança de até 6 anos da família inscrita no Bolsa Família e regularizada normalmente. Já existem alguns portais falando em “limite” no benefício. Contudo, isso ainda não está confirmado!

De acordo com o portal FDR, o “pagamento se restringe a duas crianças por família”. O problema é que o adicional ainda não possui uma regularização oficializada, portanto, ainda é cedo para afirmar isso. 

O que se sabe é que o adicional do Bolsa Família de R$ 150 vai começar em março. O próprio ministro do Desenvolvimento Social afirmou que o tempo de revisão do cadastro trabalhado é de 90 dias, portanto, os novos depósitos devem começar no terceiro mês do ano. 

Veja também: Caixa segue com os PAGAMENTOS de R$ 600,00: descubra quando você poderá sacar