LIBERADO! Saiba como inscrever-se para receber o Auxílio Emergencial de R$ 800; passo a passo

O Auxílio Emergencial Gaúcho teve o prazo para cadastro prorrogado pelo governo do Estado. Veja quem tem direito a receber.

O governo do estado do Rio Grande do Sul anunciou uma prorrogação do prazo para cadastro na terceira etapa do Auxílio Emergencial Gaúcho. Essa iniciativa é voltada para os trabalhadores mais afetados pela crise causada pela pandemia de Covid-19, e prevê o pagamento de R$ 800 para microempreendedores individuais (MEI) e trabalhadores formais dos setores de alojamento, alimentação e eventos que estejam desempregados. Inicialmente, o prazo para as inscrições se encerraria em 10 de abril, mas agora os interessados têm até o dia 25 do mesmo mês para se registrarem.

LIBERADO! Saiba como inscrever-se para receber o Auxílio Emergencial de R$ 800; passo a passo
Você já conhece o Auxílio Emergencial Gaúcho? Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Auxílio Emergencial Gaúcho

Desde o lançamento do programa em 10 de março, houve um total de 11.614 inscrições registradas, das quais 4.346 foram de microempreendedores individuais (MEI) e 7.268 de trabalhadores formais desligados. A expectativa era que 58.410 pessoas do primeiro grupo e 18.530 pessoas do segundo grupo se candidatassem. No entanto, a procura pelo programa ficou abaixo do esperado, o que levou à prorrogação do prazo. Segundo informações do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs), a procura abaixo do esperado se deve em grande parte a erros no preenchimento dos campos obrigatórios e na apresentação dos documentos exigidos.

Veja também: Governo vai PERDOAR as dívidas do consignado do Auxílio Brasil? Entenda!

Para solicitar o Auxílio Emergencial Gaúcho, é necessário acessar o site do programa e selecionar o grupo ao qual pertence. Depois disso, é preciso clicar em “Mais informações” e, abaixo do período de inscrição, escolher a opção “Formulário de Cadastro”. O usuário deverá fazer o login com a conta gov.br e preencher as informações solicitadas, além de assinar as declarações obrigatórias.

Após o preenchimento, é fundamental verificar se a mensagem de confirmação de envio aparece na tela e esperar o número do protocolo chegar por e-mail. Conforme informações da Setur, o governo estadual analisará cuidadosamente os documentos e as informações para conceder o auxílio através da própria secretaria. O valor será pago em uma única parcela pelo Banrisul e depositado na conta corrente ou Pix cadastrado com o número do CPF, entre 5 de maio e 30 de junho, ou através de ordens de pagamento que devem ser emitidas em até 90 dias.

Nova fase do programa do Estado

Esta é a terceira fase do Auxílio Emergencial Gaúcho. As duas primeiras etapas foram realizadas durante o ano de 2021 e atenderam o grupo composto por mulheres chefes de família e empresas do Simples Nacional com atividades nos setores de alojamento, alimentação e eventos. O programa, que totaliza R$ 106,9 milhões em subsídios pagos a cerca de 97,5 mil beneficiários, tem como objetivo ajudar os trabalhadores afetados pela pandemia de Covid-19.

A pandemia de Covid-19 afetou severamente a economia brasileira, com uma queda no número de empregos formais e um aumento da informalidade. Por isso, a iniciativa do governo estadual do Rio Grande do Sul em criar um auxílio emergencial para apoiar os trabalhadores mais afetados pela crise é uma medida muito significativa para garantir a segurança financeira de inúmeras famílias. No entanto, o auxílio emergencial não pode ser visto como uma solução definitiva para a crise econômica, mas sim como uma medida paliativa para mitigar seus efeitos negativos.

Veja também: Como saber se fui BLOQUEADO do Bolsa Família?