Lista reúne lendas urbanas que aconteceram de verdade: É ASSUSTADOR!

Casos parecem ficção de tão absurdos

A maior parte das lendas urbanas não passam de ficção. Seja na internet ou criadas ao longo do tempo, muitas delas – para não dizer a maioria – nunca se concretizaram como verdadeiras. No entanto, em alguns momentos, a criatividade das pessoas ultrapassou a barreira do limite entre o mito e a vida real.

Embora muitos não acreditem (e seja difícil mesmo de crer), algumas das maiores lendas urbanas que escutamos por aí realmente aconteceram. São histórias tão impressionantes e assustadoras que parecem tiradas de um livro de ficção ou um filme de terror, mas a inspiração saiu da vida real mesmo. Então vamos conhecer essas lendas urbanas aterrorizantes?

Lista reúne lendas urbanas aconteceram de verdade
Histórias são aterrorizantes (Foto: divulgação)

Quais lendas urbanas são reais?

O homem do andar de cima

Uma das lendas urbanas mais assustadoras trata da baba que recebe uma ligação misteriosa. No entanto, ela descobre que o telefonema foi dado dentro da própria casa. Essa história é conhecida desde meados do século 20 e deu origem a vários filmes de terror como “Quando um Estranho Chama”, de 2006, por exemplo.

A história é inspirada em um fato que aconteceu em 1950 no Missouri, nos Estados Unidos. A adolescente Janett Christman, de 13 anos, era babá e tomava conta de um menino, de 3 anos, na sua casa e foi brutalmente violentada e assassinada por um intruso. O caso, até hoje, não foi solucionado.

Veja também: WhatsApp FINALMENTE libera nova ferramenta que todo mundo queria; descubra!

O bicho-papão

Reza a lenda que, em Staten Island, nos Estados Unidos, em meados das décadas de 1960 e 1970, um assassino andava portado com um machado na região e havia escapado de uma instituição psiquiátrica. Ele se escondia nos túneis embaixo da antiga Escola de Willowbrook, uma antiga instituição para crianças com deficiências cognitivas, que foi fechada depois de diversas denúncias de tortura e maus-tratos.

De acordo com a história, Cropsey saía à noite para agarrar crianças, trazê-las de volta para a escola abandonada e matá-las. Daí vem o ‘apelido’ de bicho-papão. Mas essa história foi bastante real e Andre Rand é o principal suspeito dos crimes. Ele foi condenado por sequestrar duas crianças na década de 1970. A lenda surgiu porque o criminoso trabalhou como contínuo em Willowbrook na década de 1960.

O Homem Sem-Rosto é uma das lendas urbanas mais assustadoras

Quem é de Pittsburgh, nos Estados Unidos, certamente já ouviu falar em Charlie Sem-Rosto. De acordo com a lenda, tratava-se de um homem que não tinha face e ficava vagando pelas ruas à noite. O mito prega que o esse homem trabalhava em serviços públicos e teve o rosto derretido em um acidente. Uns contam que ele foi atacado com ácido, enquanto outros alegam que se tratou de um acidente elétrico.

Entretanto, esse homem existiu de verdade e se chamava Raymond Robinson. Ele não era um criminoso e muito menos fazia mal algum para as pessoas. Apenas foi vítima de um acidente eletrônico aos oito anos de idade. A tragédia, que, por milagre, não o matou, deixou o seu rosto totalmente desfigurado. Depois disso, ele mal saía de casa para não provocar pânico às pessoas e optava por fazer passeios à noite, quando as ruas eram mais vazias.

O Homem-Coelho

Outra lenda urbana bastante conhecida e assustadora é a do Homem-Coelho, que assustava os moradores da Virgínia, nos Estados Unidos no início do século 20. Em 1904, um ônibus que transportava pacientes de uma instituição psiquiátrica sofreu um acidente e quase todos os tripulantes morreram, menos 10 deles. Equipes de busca encontraram quase todos, menos um.

Durante a procura, algumas carcaças de coelhos foram encontradas penduradas em uma área próxima. Mais à frente, o corpo de um homem apareceu pendurado de maneira muito semelhante às carcaças. De acordo com historiadores, a lenda, provavelmente, se inspirou em dois incidentes reais, sendo um deles ocorrido na década de 1970, quando um homem com máscara de coelho ameaçou pessoas com um machado.

Veja também: NESTES estados do Brasil o casamento dura mais; afirmação é polêmica!