Leilão da Receita Federal traz iPhones a preços baixíssimos; veja como participar

Além de iPhones, evento traz diversos outros produtos. Veja!

Vem aí um novo Leilão da Receita Federal. Aliás, ao todo, são três leilões de produtos. Eles reúnem mercadorias abandonadas ou apreendidas pela autoridade. Localizados em Bauru e Ribeirão Preto, ambos no Estado de São Paulo, e Curitiba, no Paraná, os lotes contam com diversos dispositivos eletrônicos. Dentre eles, podemos citar: iPhones, Apple Watch, Nintendo Switch, PlayStation 4, e muito mais. Quer saber como participar? Então, veja a seguir.

Os produtos oferecidos nesse e em outros leilões da autoridade vêm de apreensões feitas pela própria Receita Federal. A apreensão vai desde pessoas que voltam de uma viagem internacional com o limite de compras estourado e não declaram certos objetos, até encomendas feitas de forma ilegal. Neste último caso, se destacam os compradores que tentam burlar as normativas do órgão e não pagar impostos sobre os itens. Acompanhe!

Produtos a preços bem mais baixos. (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br).

Leilão da Receita Federal

Como dito, localizados em Bauru (SP), Curitiba (PR) e Ribeirão Preto (SP), os lotes contam com diversos dispositivos eletrônicos. Veja, abaixo, os detalhes sobre cada um dos leilões.

Leilão de Bauru (Edital 0810300/000001/2022):

São 184 lotes de produtos. A saber, entre eles estão dispositivos como Chromecast, Celulares Xiaomi, PlayStation 4, Apple Watch, entre outros. Ademais, os lances podem ser feitos até o dia 7 de Outubro, às 21h.

Leilão de Curitiba (Edital 0900100/000009/2022)

Este é ainda maior. São 228 lotes, incluindo produtos como o Redmi 9, SSD, Chromecast e muito mais. Os interessados podem dar seus lances até o dia 10 de Outubro, também às 21h.

Leilão de Ribeirão Preto (Edital 0810900/000001/2022)

Por fim, são 212 lotes em ribeirão Preto (SP), incluindo artigos eletrônicos como o PlayStation 4 Pro, Xbox One, iPhone X, Air Pods, entre outros. Os lances serão aceitos até o dia 10 de outubro, às 21h.

Veja mais: Leilão da Receita Federal: itens agradam diversos PÚBLICOS e estão com PREÇOS INCRÍVEIS  

Como participar?

Antes de mais nada, é importante destacar que, para verificar todos os itens e quantidades, é só acessar o site da Receita (www25.receita.fazenda.gov.br). É lá onde estão disponíveis os editais de cada leilão. Ademais, também é interessante saber que todas as mercadorias obtidas no leilão não contam com garantia ou certeza de seu pleno funcionamento. Além disso, alguns itens são apenas para consumo, isto é, vedada a comercialização. Ainda, os itens só podem ser retirados de maneira presencial no local em que estão armazenados.

Bom, agora que você já sabe dos principais detalhes, vamos ao que interessa: como participar de um dos Leilões da Receita Federal? Pois bem, caso tenha ficado interessado no leilão, saiba que é necessário estar em dia com seus impostos perante a Receita Federal. Mas não é só isso! Um certificado digital também é necessário.

Com o certificado em mãos, você deve acessar o Portal e-CAC (cav.receita.fazenda.gov.br)  e obter um código de acesso. Depois, basta visitar a página do leilão da Receita e dar os lances nos lotes de interesse. Nesse site, você pode ter acesso a quais propostas de leilão estão em aberto. Ainda, por meio dos editais, você pode encontrar mais informações sobre o seu funcionamento, participação, valores de lances, entrega de mercadoria, etc.

Black Friday – Lojas chinesas ou brasileiras?

Por fim, está chegando uma das datas mais tradicionais para promoção no Brasil.

E com a Black Friday chegando, muitos brasileiros estão organizando os seus carrinhos de compras.

Contudo, uma das maiores dúvidas é: o que vale mais a pena, lojas chinesas ou brasileiras?

Ou seja, é mais interessante comprar na AliExpress, Shopee e Shein ou nas lojas que já estão por aqui?

O problema é que existem pontos de concordância e discordância em ambos os lados. Por isso, confira quais são as vantagens e desvantagens das lojas chinesas e brasileiras:

Vantagens

  • Das lojas chinesas: o preço é incomparável. A saber, muitos especialistas dizem que essas lojas aproveitam “brechas” para vender no Brasil sem pagar impostos – e por isso conseguem jogar os preços lá embaixo; outro destaque é a rápida entrega apesar da longa distância; a variedade de produtos também é essencial;
  • Lojas brasileiras: a maior vantagem é a possibilidade de ter um atendimento rápido e uma entrega eficaz; caso haja problema, você também pode trocar mais rapidamente uma peça ou artigo; finalmente, os artigos originais são mais “controláveis” aqui;

Desvantagens

  • Lojas chinesas: a pirataria é o principal problema; os preços baixos significam, na maioria das vezes, menor qualidade nos produtos; você pode estar contribuindo para a compra de artigos feitos sem nenhum tipo de controle de qualidade tanto da produção como das condições de trabalho; às vezes a demora da entrega também acontece;
  • Brasileiras: finalmente, no Brasil os preços ainda são altos na maioria dos artigos – principalmente exportados; outro problema é a menor oferta de artigos diferenciados e a falta de opções em alguns tipos de áreas.

Veja mais: Leilão da receita conta com videogames, produtos da Apple e mais; veja como visualizar os produtos e PARTICIPAR