Kit antena digital GRÁTIS: veja como solicitar agora o benefício para famílias de baixa renda

Com o passar do tempo, os sinais analógicos de televisão devem parar de funcionar. Para não deixar ninguém de fora, o governo lançou o Kit Antena Digital.

No cenário atual de avanço tecnológico e digitalização, uma iniciativa governamental surge como um farol de inclusão para as famílias de baixa renda no Brasil.

O programa de distribuição gratuita do kit antena digital representa um passo significativo para diminuir a disparidade no acesso à informação e entretenimento de qualidade.

Portanto, venha elucidar os detalhes desse benefício e orientar sobre o processo de solicitação, garantindo que mais brasileiros possam usufruir das vantagens da televisão digital.

O kit antena digital é um benefício do governo para que as pessoas não percam seus programas favoritos. Veja como ter acesso!
O kit antena digital é um benefício do governo para que as pessoas não percam seus programas favoritos. Veja como ter acesso! / Foto: divulgação

O Cadastro Único e a inclusão digital

A princípio, como muitos sabem, o Cadastro Único (CadÚnico) é a porta de entrada para os programas sociais do governo, incluindo o novo benefício do kit antena digital.

Ele é destinado a famílias de baixa renda, definidas como aquelas com renda por pessoa de até meio salário mínimo ou renda total maior que um salário mínimo, mas que buscam inclusão em programas sociais. É um passo importante para garantir acesso à tecnologia e informação.

Lançamento do benefício do Kit Antena Digital

Ademias, para assegurar que todos tenham acesso à programação televisiva digital, especialmente aqueles com TVs mais antigas, o governo está oferecendo gratuitamente o kit antena digital aos inscritos no CadÚnico.

Esse kit inclui todos os equipamentos necessários para captar sinais digitais, garantindo uma qualidade superior de imagem e som para as famílias beneficiadas.

O Kit Antena Digital: componentes e funcionalidades

O kit antena digital é composto por uma antena para transmissões digitais terrestres, um conversor digital, cabos, suporte para instalação e um controle remoto com pilhas.

Ele é projetado para transformar televisões antigas em aparelhos capazes de receber sinal digital. Assim, proporciona uma experiência de visualização muito mais rica e agradável para as famílias.

Fique de olho: Lista reúne 28 franquias que podem fazer você ganhar MUITO dinheiro em em 2024

Elegibilidade e processo de solicitação

Para ser elegível ao kit antena digital, a família deve ter uma renda máxima de três salários mínimos, possuir aparelhos de TV antigos ou parabólicas e residir em capitais ou municípios com mais de 500 mil habitantes.

Para solicitar, é necessário apresentar o Número de Identificação Social (NIS) e CPF e entrar em contato através do site Siga Antenado (https://sigaantenado.com.br/) ou pelo telefone 0800 729 2404.

Auxílio adicional e outros benefícios sociais

O CadÚnico é um instrumento vital para o acesso a diversos programas sociais no Brasil, além do kit antena digital.

Em suma, ele é fundamental para a inscrição em iniciativas como o Bolsa Família, um programa de transferência de renda, e o Auxílio Gás, que ajuda famílias a adquirir botijões de gás.

Aliás, outros benefícios incluem o Tarifa Social de Energia Elétrica, oferecendo descontos na conta de luz, e programas de habitação social.

O CadÚnico também é um pré-requisito para a obtenção de benefícios de assistência social, como o BPC (Benefício de Prestação Continuada), destinado a idosos e pessoas com deficiência.

Acesso à tecnologia para todos

Por fim, este programa do governo é um passo importante para garantir que as famílias de baixa renda não fiquem para trás na era digital.

Com o kit antena digital, muitas famílias terão a oportunidade de se conectar com o mundo, receber informações importantes e desfrutar de entretenimento de qualidade. É uma iniciativa que fortalece a inclusão e a igualdade social no acesso à tecnologia.

Acompanhe mais: Caixa começa a devolver dinheiro aos clientes HOJE (29); saiba como funciona o programa devolução de tarifas