Já é possível receber o PAGAMENTO DE NATAL; saiba como sacar

Existem dois pagamentos natalinos disponíveis para os trabalhadores brasileiros, visando fornecer um apoio financeiro para a chegada do fim de mais um ano.

Ah, o fim de ano… apesar de ser uma data extremamente esperada e aclamada pela grande maioria da população, considerando as festividades e o fim de mais um ciclo, a data pode acabar exigindo maiores gastos dos indivíduos, em virtude das comemorações.

Neste sentido, existem duas possibilidades de receber um pagamento de Natal, disponível para milhões de brasileiros. Isto é, os valores podem variar de pessoa pessoa, mas ainda sim fornecem um excelente suporte financeiro.

Acontece, no entanto, que uma das possibilidades do pagamento de Natal conta com um prazo limite para resgate do dinheiro.

Assim sendo, é extremamente importante conferir as datas, bem como quem poderá sacar o pagamento de Natal.

Pagamento de Natal
Possibilidade de saque / Imagem: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Primeira possibilidade do pagamento de Natal

Antes de mais nada, é preciso mencionar que o pagamento do abono está destinado para trabalhadores brasileiros. Isto é, todo trabalhador que atua em regime formal, em plena comunhão com a CLT (Consolidação das Leis de Trabalho), poderão solicitar o resgate do dinheiro. Isto é, desde que possuam registro em carteira.

Para melhor entender, o primeiro saque é proveniente do abono salarial do PIS/Pasep. Apesar do benefício possuir a mesma procedência, a origem dos pagamentos se difere um pouco. Isto é, o PIS (Programa de Integração Social), é destinado para trabalhadores do setor privado. Em contrapartida, o Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público), é voltado para servidores do setor público.

Assim sendo, para receber, os indivíduos que atuam em setor privado deverão entrar em contato com a Caixa Econômica Federal. É possível consultar o saldo através da poupança social digital da Caixa, o Caixa Tem (bityli.com/SVbrUS), disponível para Android e IOS.

Em contrapartida, os trabalhadores que atuam setor público, deverão entrar em contato diretamente com o Banco do Brasil. Isso pode ser feito através do Portal Pasep (bityli.com/buPjqQFwc).

Ademais, para saber qual valor será possível receber, basta dividir o salário mensal por 12 (meses do ano). Em seguida, é preciso multiplicar o resultado pelos meses trabalhados. O prazo para resgate dos valores é até o dia 29 de dezembro.

Veja também: Como faço para fazer o SAQUE de R$ 1.000 extra do FGTS?

Segunda possibilidade

Antecipadamente, a segunda possibilidade de recebimento do pagamento de Natal também está destinada para os trabalhadores brasileiros. Isto é, que também atuam em regime formal, em plena comunhão com a CLT.

Melhor dizendo, trata-se do abono natalino proveniente do pagamento do 13º salário. Isto é, com a chegada do fim de mais um ano, os trabalhadores podem contar com um salário “extra”, considerando os 12 meses de um ano. Além da bonificação servir como amparo financeiro para os trabalhadores, é também uma forma de agradecer pelos serviços prestados.

Desse modo, o pagamento do 13º acontece através de duas parcelas. A primeira, portanto, deveria ser paga até o dia 30 do mês de novembro. Conseguinte, o pagamento da segunda parcela deverá acontecer até o dia 20 deste mês de dezembro.

Por fim, ambos os benefícios são provenientes dos diversos direitos básicos dos trabalhadores. Logo, caso o pagamento não aconteça, é preciso notificar o Ministério do Trabalho e Previdência.

Veja também: Auxílio-taxista terá ÚLTIMA parcela paga em dezembro? Confira o calendário!