IRPF, ordem de pagamento e restituição em 2024: alterações são CONFIRMADAS!

A Receita Federal anuncia alterações na ordem de pagamento da restituição do IRPF, priorizando idosos, pessoas com deficiência e professores. Saiba como essas mudanças podem afetar sua restituição.

A Receita Federal do Brasil está modificando a ordem de pagamento da restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), trazendo novidades que prometem impactar diretamente a vida de milhões de contribuintes.

Com as alterações, a prioridade será dada a contribuintes acima de 80 anos, seguidos por aqueles com mais de 60 anos, pessoas com deficiência ou doenças graves, e professores que têm como principal fonte de renda o magistério.

IRPF, ordem de pagamento e restituição em 2024: alterações são CONFIRMADAS!
IRPF. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Calendário de restituição do IRPF

O calendário de restituição do IRPF para 2024 já foi divulgado, com o primeiro lote previsto para ser pago no dia 31 de maio, seguindo uma sequência até o quinto lote, previsto para 30 de setembro.

Os contribuintes que caíram na malha fina ou entregaram a declaração com atraso terão suas restituições liberadas para consulta a partir de quinta-feira, beneficiando mais de 200 mil pessoas com um total de mais de R$339 milhões.

Além disso, existem circunstâncias que podem resultar no bloqueio da restituição, como cadastrar a conta corrente de outra pessoa para receber a restituição ou erros na digitação dos dados bancários.

Para verificar se a restituição foi bloqueada, os contribuintes podem acessar os canais online da Receita Federal, como o aplicativo “Meu Imposto de Renda” ou o site da Receita, seguindo os passos indicados para consultar a situação da declaração e eventuais pendências de malha.

Quem tem prioridade na nova ordem de pagamento da restituição do IRPF?

Na nova ordem de pagamento da restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), a Receita Federal definiu uma lista de prioridades que contempla os seguintes grupos de contribuintes:

  1. Idosos acima de 80 anos: Esse grupo tem a prioridade máxima na fila de recebimento da restituição do IRPF.
  2. Idosos entre 60 e 79 anos: Após os contribuintes acima de 80 anos, os idosos na faixa etária de 60 a 79 anos são os próximos a receber a restituição.
  3. Contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave: Pessoas com condições de saúde que se enquadram nessas categorias também têm prioridade no recebimento da restituição.
  4. Contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério: Professores e profissionais do magistério que recebem a maior parte de sua renda dessa atividade são priorizados na fila de restituição.

Veja também: Você pode AUMENTAR sua restituição do IRPF com ESTAS dicas; é muito fácil!

Como a declaração pré-preenchida afeta a ordem de restituição do IRPF?

A opção pela declaração pré-preenchida do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) afeta a ordem de restituição ao oferecer uma vantagem de prioridade para os contribuintes que a utilizam.

A declaração pré-preenchida é uma facilidade disponibilizada pela Receita Federal que preenche automaticamente parte da declaração de imposto de renda do contribuinte com informações já disponíveis em seus sistemas.

Isso inclui dados relacionados a rendimentos, deduções, bens e direitos, entre outros.

Veja também: 1º lote da RESTITUIÇÃO do Imposto de Renda é revelado: confira quem será priorizado

Como verificar se minha restituição do IRPF foi bloqueada?

Para verificar se sua restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) foi bloqueada, você pode seguir os passos abaixo, utilizando os canais online disponibilizados pela Receita Federal:

  1. Acesso via Site da Receita Federal:
    • Visite o site oficial da Receita Federal (https://www.gov.br/receitafederal/pt-br).
    • Na seção “Cidadão”, procure por “Consulta à Restituição” ou acesse diretamente a área de “Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF)”.
    • Você precisará entrar com seu CPF, data de nascimento e os caracteres de segurança exibidos na tela.
    • Uma vez logado, você poderá verificar o status da sua restituição, incluindo se há algum bloqueio ou pendência que precisa ser resolvida.
  2. Acesso via Aplicativo “Meu Imposto de Renda”:
    • Baixe e instale o aplicativo “Meu Imposto de Renda” disponível para Android e iOS.
    • Faça login com seus dados pessoais.
    • Navegue até a seção de restituição para verificar o status do seu reembolso.
    • O aplicativo também informará se há alguma pendência ou motivo para bloqueio da sua restituição.

Veja também: O INSS BLOQUEOU seu BPC Veja como recuperar os pagamentos de forma simples