INSS e o pagamento ACIMA de R$ 1,4 MIL para idosos; confira todos os detalhes

 Idosos beneficiários do INSS receberão 13º salário antecipado, em duas parcelas, proporcionando alívio financeiro significativo.

Neste artigo, exploramos uma recente medida governamental que promete beneficiar mais de 33 milhões de aposentados e pensionistas do INSS com um pagamento extra de, ao menos, R$ 1,4 mil. 

Graças ao decreto assinado pelo presidente Lula, esse grupo terá seu 13º salário antecipado, distribuído em duas parcelas nos meses de abril e maio. 

A iniciativa visa proporcionar um alívio financeiro significativo para os idosos, destacando a importância de políticas voltadas ao bem-estar social.

INSS e o pagamento ACIMA de R$ 1,4 MIL para idosos; confira todos os detalhes
Confira todos os detalhes do pagamento do INSS para idosos – Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Idosos receberão mais de R$ 1,4 mil em pagamento do INSS: descubra quando

Em uma movimentação que promete trazer um alívio financeiro significativo, os aposentados e pensionistas idosos beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) têm motivos para sorrir. 

Graças a uma nova medida assinada pelo presidente, mais de 33 milhões de segurados serão agraciados com um pagamento extra, cujo valor pode ultrapassar os R$ 1,4 mil. 

Mas, você deve estar se perguntando, quando exatamente esses pagamentos serão realizados e como calcular o valor a que tem direito? Vamos conferir todo os detalhes.

Antecipação do 13º

O presidente Lula, do PT, assinou recentemente um decreto que regulamenta a antecipação do 13º salário para os beneficiários do INSS

A notícia veio como um sopro de esperança, anunciando que aposentados e pensionistas receberão um valor adicional nos próximos meses, além de seus salários habituais. 

Essa quantia extra representa 50% do abono natalino, prometendo um impulso financeiro bem-vindo.

O calendário de pagamento do 13º salário: marque as datas

Os pagamentos do 13º salário serão efetuados em duas parcelas. A primeira parcela, representando 50% do benefício, será liberada já no próximo mês de abril, enquanto o segundo depósito está programado para maio. 

Importante destacar que os contribuintes do Imposto de Renda deverão observar o desconto na segunda parcela, ajustando suas expectativas financeiras.

Para aqueles ansiosos por marcar as datas no calendário, a liberação seguirá a ordem estabelecida pelo calendário de pagamentos original do INSS

Isso significa que os beneficiários devem ficar atentos aos dias específicos, baseando-se no número final do seu benefício, para saber exatamente quando o valor estará disponível em suas contas.

O próximo pagamento, previsto para março, ainda não contará com o 13º salário. Contudo, o pagamento seguinte, de abril, será feito junto com o abono. 

Confira o calendário de março. 

Até 1 salário mínimo.

  • Beneficiários com o final 1 vão receber no dia 22 de março;
  • Beneficiários com o final 2 vão receber no dia 25 de março;
  • Beneficiários com o final 3 vão receber no dia 26 de março;
  • Beneficiários com o final 4 vão receber no dia 27 de março;
  • Beneficiários com o final 5 vão receber no dia 28 de março;
  • Beneficiários com o final 6 vão receber no dia 1 de abril;
  • Beneficiários com o final 7 vão receber no dia 2 de abril;
  • Beneficiários com o final 8 vão receber no dia 3 de abril;
  • Beneficiários com o final 9 vão receber no dia 4 de abril;
  • Beneficiários com o final 0 vão receber no dia 5 de abril.

Acima de 1 salário mínimo.

  • Beneficiários com os finais 1 e 6 vão receber no dia 1 de abril;
  • Beneficiários com os finais 2 e 7 vão receber no dia 2 de abril;
  • Beneficiários com os finais 3 e 8 vão receber no dia 3 de abril;
  • Beneficiários com os finais 4 e 9 vão receber no dia 4 de abril;
  • Beneficiários com os finais 5 e 0 vão receber no dia 5 de abril.

Veja também: Nova lei do INSS pode beneficiar idosos; confira as novidades, você pode se DAR BEM

Como calcular o 13º salário do INSS

Calcular o valor do 13º salário é mais simples do que parece. Basta dividir o valor do seu salário por 12 e multiplicar o resultado pelo número de meses que você recebeu o benefício. 

A partir daí, divida o total por dois, já que cada parcela será paga em um mês diferente. 

Lembre-se, contudo, de que o valor final pode ser influenciado pelo desconto do Imposto de Renda na segunda parcela.

Veja também: Brasileiros que recebem do INSS a mais de 10 anos podem PERDER o benefício?