Inep CONFIRMOU mais de 6 MIL vagas através do Concurso Nacional Unificado: INSCREVA-SE!

De acordo com o Inep, o órgão vai entrar para o Concurso Nacional Unificado, que será realizado em 2024. Confira todos os detalhes.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) acaba de confirmar a adesão ao Concurso Nacional Unificado. Dessa forma, os brasileiros que sonham com o ingresso na carreira pública podem ter acesso a mais uma oportunidade. Vale destacar que os servidores públicos têm estabilidade no emprego e uma remuneração acima da média. Além do mais, contam com um senso de realização profissional. 

Com o Inep aderindo ao CNU, o número de vagas do Concurso Nacional Unificado sobe. Além do Instituto, existem outros órgãos do Executivo Federal que vão participar do processo seletivo único. Estima-se que mais de seis mil vagas sejam oferecidas. O processo seletivo inédito está previsto para acontecer em 2024. Continue lendo esta matéria para saber mais detalhes sobre a prova. 

Concurso_Nacional_Unificado_1
Inep vai participar do CNU – Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Entenda o que mudou no Concurso Nacional Unificado com a adesão do Inep

Antes de mais nada é importante deixar claro que com a entrada do Inep, o Concurso Nacional Unificado terá 21 órgãos. Ao todo, serão 6.640 vagas para profissionais de nível médio e superior. A nova regulamentação também específica prazos para contratação dos profissionais.  

As bancas devem ser selecionadas até 22 de novembro de 2023. A expectativa é de que o  edital do Concurso Nacional Unificado seja anunciado por volta de 20 de dezembro de 2023. Ou seja, o documento será lançado em breve. 

De acordo com a portaria que regulamenta o CNU, haverá um comitê gestor, que irá atuar com um comitê organizador. Ambos serão responsáveis pela concepção da licitação. Por fim, é importante mencionar que não há como se cadastrar em apenas um órgão e sim fazer a prova do CNU. 

Confira as regras participar do CNU 

  • Para participar, o candidato deve formalizar um pedido através da assinatura do Termo de Adesão. 
  • Os custos de realização Concurso serão divididos igualmente entre os órgãos participantes; 
  • Já as vagas, serão agrupadas em blocos, de acordo com as áreas de atuação. Dito isso, os candidatos só podem escolher um bloco temático quando realizarem sua inscrição; 
  • A prova terá duas etapas:  primeiro uma prova escrita (objetiva e discursiva) e depois uma prova de títulos; 
  • A prova vai acontecer em todos os estados do Brasil, com as etapas aqui citadas. Se houver etapas diferentes das definidas na portaria, essas serão de total responsabilidade dos respectivos órgãos; 

O CNU terá cotas para pessoas com deficiência (PCDs) e negras, conforme consta no edital. Abaixo, é possível conferir os prazos.   

Veja também: Concurso com 800 vagas conta com salários de até R$ 4,5 MIL; veja como se inscrever

Governo divulga cronograma do CNU; confira 

  • Até 22 de novembro: definição da banca de avaliação; 
  • Até 20 de dezembro: edital de abertura será publicado; 
  • Durante o mês de março: realização das provas;  
  • Durante o mês de abril: divulgação dos resultados; 
  • Durante o mês de julho: cursos de formação para os aprovados; 
  • Durante o mês de agosto: convocação final dos novos servidores. 

Por fim, a adesão do Inep aumenta ainda mais as chances dos brasileiros que prestarem o CNU. Afinal, há um maior número de vagas. 

Veja também: Lista reúne DEZENAS de concursos que acabaram de abrir; salários são inacreditáveis, inscreva-se