Indenização do Auxílio Brasil: saiu a lista de CPFs que podem receber o benefício

A indenização do Auxílio Brasil é algo aguardado por milhares de brasileiros que tiveram seus dados vazados. Veja como consultar se receberá ou não a indenização.

O Auxílio Brasil, antecessor do Bolsa Família, tornou-se centro de discussões após o vazamento de dados de beneficiários. Assim, tal incidente desencadeou uma decisão judicial impondo o pagamento de indenização de R$ 15 mil pela União, Caixa Econômica Federal, Dataprev e ANPD aos prejudicados. Além disso, esta questão levanta sérias preocupações sobre a segurança dos dados e a proteção da privacidade dos cidadãos.

Vazamento de dados do Auxílio Brasil
Vazamento de dados do Auxílio Brasil. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Vazamento de dados do Auxílio Brasil

Cerca de 4 milhões de pessoas que faziam parte do programa tiveram seus dados vazados no ano de 2022. Os dados vazados incluem: endereço, número de celular, data de nascimento, valor do benefício, Número de Identificação Social (NIS) e informações de cadastro no Sistema Único de Saúde (SUS).

Mas, segundo informações divulgadas pelo portal Money Times, esses dados foram utilizados por empresas do setor financeiro para a comercialização de crédito consignado. Essa é uma prática proibida e gerou preocupações acerca da privacidade e segurança dos dados dos cidadãos.

O Instituto Sigilo, responsável pela Defesa da Proteção de Dados Pessoais, lançou uma página na internet para que os ex-beneficiários do Auxílio Brasil possam verificar se tiveram suas informações expostas. É crucial ressaltar que o valor da indenização estipulada é significativo, alcançando os R$ 15 mil, uma quantia considerável se comparada a muitos salários médios no país.

A relevância desse pagamento vai além do valor financeiro, sendo superior até mesmo ao tão discutido 14° salário. É importante considerar que receber essa compensação pode representar mais do que o dobro de um salário médio mensal, o que se mostra uma oportunidade rara.

Para verificar se estão incluídos nesse vazamento e, consequentemente, aptos a receber a indenização, os afetados podem acessar o site do Instituto Sigilo (link no final do artigo) e clicar na opção “Conferir se eu tenho direito!”. O processo envolve o preenchimento de um formulário com informações pessoais, como nome completo, e-mail, CPF e telefone, além da leitura e concordância com os termos de privacidade e uso.

Veja também: Como saber se eu tenho direito à indenização do antigo Auxílio Brasil?

A importância da segurança de dados

Após a confirmação dos dados, caso o beneficiário não esteja na lista de vazamento, aparecerá na tela a mensagem “Você não está elegível”. Por outro lado, se estiver incluso, a mensagem será “Você está elegível”, indicando o direito à indenização.

A proteção dos dados dos consumidores, especialmente em programas governamentais como o Auxílio Brasil, é uma questão de extrema importância nos dias atuais. A segurança dessas informações não só preserva a privacidade dos cidadãos, mas também mantém a confiança no sistema. 

Ou seja, vazamentos de dados, como os que ocorreram recentemente, colocam os indivíduos em risco, além de provocar sérios impactos financeiros e emocionais. Por isso, investir em medidas eficazes de proteção é importante para evitar violações e garantir a integridade dos dados dos beneficiários. 

Então, isso implica em adotar tecnologias atualizadas, fortalecer políticas de segurança e implementar estratégias de prevenção robustas. Ou seja, o objetivo é criar um ambiente seguro e confiável, onde a privacidade dos consumidores seja respeitada e suas informações permaneçam resguardadas de quaisquer ameaças.

Veja também: Auxílio Brasil: indenização de R$ 15 mil realmente pode ser sacada? Confira os requisitos!

Links úteis

Instituto Sigilo: www.sigilo.org.br