- Publicidade -

Se você trabalhou antes de 1994, pode estar prestes a receber um grande valor do INSS; entenda!

Entenda como isso vai funcionar!

0

Muito tem se falado sobre a Revisão da Vida Toda do INSS quando o assunto é pensão e aposentadoria. Isso porque a medida visa um aumento no valor dos benefícios para milhões de segurados que contribuiram com a previdência antes de 1994. A ação, entretanto, segue em discussão no Supremo Tribunal Federal (STF), que decidirá se a inclusão das contribuições desse período serão aceitas no cálculo atual.

- Publicidade -

Quer entender como vai funcionar a ação e quando ela começa? Então continue nos acompanhando abaixo para conferir todas as informações importantes que reunimos para você!

Você trabalhou antes de 1994?
Você trabalhou antes de 1994? / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Entenda a Revisão da Vida Toda do INSS

Caso o STF autorize a Revisão da Vida Toda, muitos segurados terão seus benefícios multiplicados e, consequentemente, haverá uma melhora em sua renda mensal. Apesar de o trâmite seguir em votação, ainda não existe uma data específica paraque a medida comece a valer, então os pensionistas e aposentados ainda devem esperar uma manifestação do STF.

- Publicidade -

Em fevereiro, com o voto do ministro Marco Aurélio Mello, o empasse chegou a 6 votos contra 5 a favor dos aposentados e pensionistas. Entretanto, o ministro Kassio Nunes Marques entrou com um pedido de destaque, sugerindo um novo julgamento. Como a votação começará do zero e Marco Aurélio agora está aposentado, seu voto favorável já não contará mais para a votação. Apesar disso, o STF determinou que os votos de ministros aposentados permaneçam válidos apesar do pedido de destaque, o que é uma boa notícia para os beneficiários do INSS.

Veja também: Brasileiros que nunca trabalharam também podem receber benefício do INSS: veja como isso é possível

Como fica o programa no final?

Devido ao empasse, há dois caminhos possíveis para o desfecho do julgamento da Revisão da Vida Toda do INSS: o primeiro deles é conceder a vitória aos beneficiários, considerando os votos de antes do pedido de destaque. O segundo, entretanto, é reiniciar totalmente o julgamento, sem descartar o voto do ministro aposentado Marco Aurélio.

- Publicidade -

Apesar das complicações no trâmite, as chances de vitória dos aposentados e pensionistas são altas nas duas alternativas, mas a segunda pode acarretar numa demora da liberação dos valores. Ainda assim, a expectativa é que tudo corra bem e que o resultado final chegue ainda este ano, mesmo que ainda não haja uma data definida para a aprovação ou não da ação. Conte com o Pronatec para trazer mais notícias sobre a Revisão da Vida Toda assim que estiverem disponíveis!

Adicional de 25% nos pagamentos do INSS

O grupo de brasileiros aposentados por invalidez poderão ter direito a receber um adicional de 25% no pagamento do INSS. Neste sentido, as pessoas que terão direito serão aquelas que não poderão voltar a desempenhar atividades de trabalho por razões de doença ou acidente que os tenha incapacitado de maneira permanente.

Logo, as pessoas que dependem de cuidador, enfermeiro ou do auxílio de uma outra pessoa de modo vitalício para fazerem as tarefas do dia a dia poderão solicitar o adicional de 25% nos pagamentos do INSS.

- Publicidade -

Veja também: NOVA regra de acúmulo de benefícios INSS: Brasileiros serão prejudicados?

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais