- Publicidade -

Governo REVELOU aumento no salário mínimo? Confira o valor esperado para o próximo ano

A remuneração do próximo ano pode chegar a R$ 1.310

0

Como a Constituição Federal reza,  o piso salarial nacional deve sofrer correção anual e garantir, pelo menos, o poder de compra dos trabalhadores brasileiros. Isso significa que se a inflação para este ano permanecer em 8,1%, esse índice aplicado ao mínimo atual resultará em R$ 1.310. Ou seja, o aumento no salário mínimo não terá ganho real.

- Publicidade -

Quanto maior for a inflação, maior será o porcentual de reajuste do piso nacional, o que não deve iludir ninguém. Se considerarmos como indexador apenas o INPC, isso significa que os trabalhadores apenas terão a reposição das perdas que tiveram com a inflação e zero de aumento real.

Valor ainda não foi definido/Divulgação

Aumento no salário mínimo está confirmado?

Por enquanto, nada está confirmado.  Além disso, o índice de inflação poderá sofrer mudanças até janeiro de 2023. Mesmo assim, já se especula sobre o reajuste do salário-mínimo a ser pago no próximo ano. Como inflação do ano anterior é o principal indicador do reajuste e a expectativa é que o índice chegue aos 8,1%, estima-se que o salário-mínimo chegue a R$ 1.310, ou seja, um aumento de R$ 98 em relação ao mínimo atual, de R$ 1.212.

- Publicidade -

O fato é que muitas pessoas têm dúvidas sobre o piso nacional do próximo ano e elas são procedentes. Primeiramente, como regra geral, o reajuste anual do salário-mínimo, garantido pela Constituição Federal leva em conta três indexadores de caráter macroeconômicos: o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e o Produto Interno Bruto (PIB).

Veja também: Vagas de emprego para níveis fundamental e médio com salários de até R$ 19 mil

O salário-mínimo determina o valor de vários benefícios

Determinar o porcentual de reajuste do próximo salário-mínimo é de fundamental importância para que se fixe valores de benefícios como salários, benefícios, aposentadorias e pensões, por exemplo.

- Publicidade -

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) não pode conceder um abono inferior ao piso nacional aos seus segurados. Além disso, o piso nacional determina o valor do abono salarial PIS/Pasep, o seguro-desemprego e o Benefício de Prestação Continuada (BCP).

Impacto na União com o aumento no salário mínimo

Em seus cálculos, o Ministério da Economia estima que cada R$ 1 de aumento no salário-mínimo representa um impacto de R$ 389,3 milhões no orçamento da União.

Assim, vai ser necessário ainda algum tempo para que o reajuste final do piso nacional seja definido. Tudo vai depender de como a inflação se portará até janeiro de 2023.

- Publicidade -

Veja também: Acabaram os pagamentos de R$ 1 mil da CAIXA? Alguns brasileiros ainda podem sacar

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais