Governo oferece AUXÍLIO de R$ 2,4 MIL para mulheres que estão passando por essa TERRÍVEL situação

O governo local est[a garantindo um novo auxílio destinado, exclusivamente, para mulheres, desde que todos os requisitos sejam devidamente cumpridos.

Todo e qualquer governo, seja ele federal, municípios ou estadual, tem como dever garantir que a sua população seja devidamente atendida de diferentes formas. Normalmente, esse atendimento acontece através de auxílios e suportes, incluindo financeiros, o que faz toda a diferença. 

Neste sentido, dessa vez, o auxílio liberado pelo governo tem como foco atender, única e exclusivamente, mulheres. No entanto, a situação que implica a concessão do auxílio não é nada quanto felicita, na verdade, é muito pelo contrário. 

De forma mais clara, o governo local confirmou recentemente o pagamento de um novo auxílio no valor de R$ 2,4 mil. Para contar com o valor, portanto, é preciso cumprir alguns critérios estipulado a para a limitação do valor oferecido. Assim, é importante entender melhor como o benefício funciona. 

Mulheres
Pagamento específico destinado para mulheres em situação de vulnerabilidade / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Estas mulheres têm direito ao novo auxílio do governo, mas a situação é um tanto quanto infeliz 

Há não muito tempo, o governo tomou uma grande iniciativa que tem como objetivo proteger as mulheres de uma situação um tanto quanto recorrente e séria. O foco é garantir a proteção de cada uma delas, e evitar que coisas ainda piores possam vir a acontecer justamente pela falta do auxílio necessário.

Para melhor entender, o novo auxílio está direcionado para mulheres que são vítimas de violência doméstica. Atualmente, de acordo com dados recentes, a cada hora, cerca de 26 mulheres passam pela situação de violência, contando com o ato sendo realizado por parceiros e demais homens. O número causa ainda mais preocupação ao considerar-se os feminicídios anuais. 

Tendo isso como base, o governo decidiu encontrar uma forma de amparo para que essas mulheres consigam sair, de uma vez por todas, desse tipo de relação. Como é de conhecimento geral, muitas mulheres dependem financeiramente dos seus parceiros, e por esse motivo, não conseguem alcançar a independência necessária para livrar-se da relação abusiva. 

Assim sendo, o novo auxílio do governo visa garantir uma forma de recomeço, evitando que a violência se torne ainda mais intensa e resulte no feminicídio, o que pode ser evitado com o devido amparo e auxílio. 

Veja também: Pagamento ANTECIPADO do Bolsa Família pega brasileiros de surpresa e você pode ser um deles!

Saiba quais são os critérios que garantem a concessão das parcelas mensais ou o valor integral 

De acordo com as informações propostas pelo próprio governo, o pagamento do auxílio pode acontecer de duas formas. A primeira delas é através da concessão de parcelas mensais no valor de R$ 400, enquanto a segunda garante uma parcela integral no valor de R$ 2,4 mil. 

Além de poder contar com o valor em dinheiro capaz de garantir um recomeço, as mulheres também poderão contar com o apoio psicológico para que cuidem dos traumas e evite a reaproximação com os antigos parceiros. Dentre os critérios de concessão, portanto, tem-se:

  • A mulher deve apresentar a medida de urgência protetiva, independente da idade, incluindo para menores de 18 anos;
  • É preciso ter uma inscrição ativa no Cadastro Único.

A forma de concessão vai depender da situação pessoal de cada mulher. Para ter acesso ao auxílio, portanto, é preciso dirigir-se até o Centro de Referência Especializado de Assistência Social, o CREAS. O auxílio está destinado para as moradoras de Rondônia. 

Veja também: Governo aprova aumento GENEROSO no vale-alimentação e trabalhadores COMEMORAM