Governo Libera Benefício de até R$ 1.813,02: Veja como solicitar Benefício Emergencial!

Equipe de RedaçãoEquipe de Redação
Atualizado Hoje!

Confira mais detalhes sobre um dos novos benefícios ofertados pelo Governo Federal!

Primeiramente, nesse momento sensível da economia brasileira é importante que todos os cidadãos fiquem atentos para saber quais ajudas podem receber do Governo. Entre os principais neste momento está oficializado o Benefício Emergencial (BEm). 

Essa opção pode ser um diferencial na vida de milhares de trabalhadores que terão a sua vida profissional modificada graças a pandemia do novo coronavírus. Além disso, pode ser um diferencial na renda de famílias que ainda não receberam a 2ª parcela do Auxílio Emergencial de R$ 600,00. 

Confira mais informações e entenda quem poderá contar com essa ajuda. Entenda como ela funciona e quem poderá receber esses valores neste momento de dificuldade e instabilidade.

Governo Libera Benefício de até R$ 1.813,02

Benefício Emergencial o que é

Muitas pessoas estão perguntando: o que é o Benefício Emergencial? Essa procura aumentou mais ainda depois que o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, não deu nenhuma previsão de data para o cronograma da segunda parcela do Auxílio de R$ 600,00. 

Enquanto não lança as datas e detalhes do calendário, o Governo Federal divulgou auxílio para trabalhadores formais que foram afetados pelo Covid-19. Esses valores serão voltados para cidadãos que já trabalhavam e tiveram redução de jornada de trabalho e de salário ou então a suspensão temporária do contrato de trabalho. 

É para esse público que surge o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm). Essa é uma espécie de compensação do Governo para quem passar por algum acordo com o empregador durante o período de pandemia.

Auxílio BEm Governo Federal: Valores do Benefício ficam entre R$ 261,25 e R$ 1.813,03!

Quem tem direito ao Benefício Emergencial

Mas então quem tem direito ao BEm? Essa é uma dúvida muito frequente já que muitos pensam que qualquer pessoa pode solicitar esse benefício. Acontece que apenas trabalhadores que fizeram acordos com as empresas poderão receber esses valores. 

Ou seja, o pagamento do BEm acontecerá para dois públicos de trabalhadores específicos:

  • Aqueles que passaram por suspensão temporária de contrato de trabalho; 
  • Todos que tiveram redução de jornada de trabalho e do salário. 

Também podem receber o BEm todos os empregados que atuam em regime de jornada parcial ou intermitentes (como aprendizes ou empregados domésticos). É importante lembrar que a redução de jornada e salário poderá ser de no máximo 70% com prazo de 90 dias. 

Já o valor do Benefício Emergencial não é fixo. O BEm varia entre R$ 261,25 e R$ 1.813,03. Esse valor sempre vai de acordo com um percentual do Seguro-Desemprego que o trabalhador teria direito em caso de demissão. 

Como solicitar Benefício Emergencial

Por fim, quem quer saber como solicitar Benefício Emergencial deve ficar atento para o acordo que será feito com o empregador. Isso porque o profissional não precisa fazer nenhum tipo de solicitação, o cadastro é todo feito pelo chefe que resolveu fazer o acordo. 

Ou seja, a inscrição para receber o Benefício Emergencial é feita diretamente pelo empregador que disponibiliza os dados do profissional em sistema. O pagamento acontece em conta poupança existente no nome do trabalhador. 

Caso tenha algum problema digitando os dados do profissional, será criada uma Conta Social Digital automaticamente onde vai ser depositado o auxílio. Além do mais, os trabalhadores que recebem o BEm continuam com benefícios (alguns como plano de saúde e vale-alimentação devem ser mantidos). 

Saiba mais sobre o Auxílio BEm Governo Federal: https://pronatec.pro.br/auxilio-bem-governo-federal/

 

Leia Também