Famoso ‘Golpe do Boleto Falso’: saiba como fugir desse problema

Conheça um golpe que vem crescendo na internet. Entenda como ele funciona

Conforme a tecnologia avança, os problemas na internet também passam a aumentar. Assim como em qualquer situação, pessoas com más intenções buscam oportunidades para aplicar golpes e ganhar dinheiro. 

Uma situação que está ocorrendo ultimamente é a aplicação dos boletos falsos. Criminosos forjam um documento para que a vítima pague sem perceber e tenha seus valores roubados. 

Famoso ‘Golpe do Boleto Falso’: saiba como fugir desse problema
Conheça o boleto falso e aprenda a como funciona – Imagem: Divulgação

Entenda o boleto falso

Esse tipo de golpe está crescendo a cada dia nos últimos anos. A Federação Brasileira de Bancos explica que por ano são cerca de 450 milhões de falsos boletos que passam pelos bancos e precisam ser cancelados

Uma das situações que mais facilitam a prática são os vazamentos de dados de diversas pessoas. Ao ter acesso a esse tipo de informação tão específica, os criminosos conseguem forjar documentos que imitam, de forma muito próxima, a realidade da vítima. 

Geralmente, a prática utilizada para enganar as clientes é bem simples. O golpista envia uma mensagem por e-mail, SMS ou mensagem instantânea comentando que a pessoa deixou de pagar uma conta (quase sempre de telefonia ou internet). 

Por possuir acesso a muitas informações, essas pessoas conseguem imitar o boleto quase perfeitamente. Assim, para aqueles que não conferem se a conta realmente foi paga, a possibilidade de enviar o dinheiro direto para o criminoso é grande. 

Saiba mais: Para mandar no ‘zap’: 3 golpes que todos os idosos deveriam conhecer

O golpe evolui

Infelizmente, assim como a internet evolui, os golpistas aprenderam novas formas de  prejudicar as vítimas. Um exemplo são os sites falsos. Eles costumam imitar, em riqueza de detalhes, as páginas oficiais de grandes lojas. 

Após escolher um produto para comprar, a pessoa efetua o download de um boleto. Em algumas situações, o indivíduo pode, até mesmo, ser encaminhado para uma conversa no WhatsApp. Uma vez nela, o fraudador usa técnicas para tentar persuadir a vítima a fornecer mais informações. 

Por fim, ainda existem os farsantes que conseguem acessar dívidas cadastradas em determinados CPF. Assim, entram em contato com a pessoa para efetuar uma negociação. No momento em que o boleto é pago, os valores vão direto para a conta do ladrão. 

Conhecendo um boleto falso

No primeiro momento é importante entender que quando um boleto idôneo é criado, as informações ficam registradas na Câmara Interbancária de Pagamento (CIP). Assim, todos os dados do favorecido ficam registrados. 

Basicamente, o boleto falso possui realmente as informações verdadeiras, contudo, o código de barras não vai para o CNPJ da empresa, e sim para a conta de um “laranja”. Em alguns casos, essa pessoa pode nem saber que seu nome está sendo utilizado. 

Ao efetuar o pagamento, é possível ver o nome do beneficiado pela transferência na tela do caixa eletrônico ou do celular. Por isso é sempre muito importante ficar atento a essas informações. Elas podem te ajudar a evitar o falso boleto.

Veja também: Você sabia que é possível pagar boletos através do WhatsApp? Confira o passo a passo!