FIM do WhatsApp para quem usa Claro, Tim e Oi Entenda o TERROR dos brasileiros

Operadoras brasileiras encerram os planos de dados com acesso ilimitado ao WhatsApp, marcando o fim do “zero rating” e iniciando um debate sobre os custos de infraestrutura de internet.

A era do acesso ilimitado a redes sociais e aplicativos sem descontar da franquia de dados está chegando ao fim no Brasil. 

As operadoras de telecomunicações, seguindo uma revisão de suas estratégias comerciais, decidiram abandonar os planos de “zero rating”, que permitiam uso ilimitado de aplicativos populares como WhatsApp, Instagram e Facebook. 

Essa mudança reflete uma reavaliação das práticas de mercado e incita um debate mais amplo sobre a sustentabilidade da infraestrutura de internet e a participação financeira das grandes empresas de tecnologia nos custos de manutenção da rede.

FIM do WhatsApp para quem usa Claro, Tim e Oi Entenda o TERROR dos brasileiros
Grandes operadoras anunciam o fim do WhatsApp no Brasil – Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Operadoras vão cancelar o WhatsApp? Descubra o que é o fim do zero rating

As operadoras de telecomunicações no Brasil estão mudando a forma como os consumidores acessam redes sociais e aplicativos em seus planos de dados móveis. 

Tradicionalmente, muitos brasileiros se beneficiaram de planos que ofereciam uso ilimitado de aplicativos como WhatsApp, Instagram e Facebook sem descontar da franquia de dados. 

Essa prática, conhecida como “zero rating“, permitia o acesso a esses serviços sem custo adicional de dados. No entanto, as principais empresas de telecomunicações decidiram abandonar esses planos ilimitados, marcando o fim da era das redes sociais grátis.

O fim do zero rating

A estratégia de zero rating foi discutida intensamente durante a aprovação do Marco Civil da Internet, com preocupações sobre sua conformidade com as leis de neutralidade da rede. 

Apesar das controvérsias, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) concluiu em 2017 que a prática não prejudicava o mercado. 

Contudo, recentemente, as operadoras começaram a reformular seus planos, eliminando gradualmente a oferta de aplicativos sem limites.

Impactos do fim do WhatsApp e outras redes sociais

Vivo e Claro já implementaram mudanças significativas em seus planos. A Vivo começou a cobrar o uso diário de aplicativos em alguns planos e limitou a gratuidade do WhatsApp apenas a planos mais básicos. 

A Claro encerrou o plano Claro Flex, que oferecia acesso gratuito a diversos aplicativos, substituindo-o por uma franquia adicional limitada para redes sociais e vídeos. A TIM também anunciou revisões em seus planos pós-pagos, sinalizando o fim dos planos com zero rating.

Perspectivas regulatórias

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vê a mudança como uma nova realidade comercial, não relacionada a questões regulatórias. 

O presidente da Anatel, Carlos Baigorri, destacou que as operadoras expressaram preocupações sobre o uso intensivo de suas redes sem uma compensação adequada por parte das gigantes da tecnologia.

Cobranças às gigantes da tecnologia

Em um movimento global, operadoras de vários países estão pressionando empresas de tecnologia como Google, Meta (dona do WhatsApp)  e Netflix a contribuir financeiramente para os custos de manutenção e expansão da infraestrutura de internet. 

Em fevereiro, antes do Mobile World Congress 2024, várias empresas de telecomunicações publicaram uma carta aberta exigindo que essas gigantes da tecnologia ajudassem a financiar a infraestrutura necessária para suportar seus serviços.

Veja também: BLOQUEADOS anúncio revela a proibição total do Instagram, WhatsApp e Facebook no país

Usa o mensageiro? Confira dicas de segurança na rede

Para aumentar a segurança no WhatsApp, é essencial adotar algumas práticas importantes. 

Primeiramente, habilitar a autenticação em duas etapas oferece uma camada adicional de proteção, garantindo que mesmo se sua senha for comprometida, um código adicional será necessário para acessar sua conta. 

Além disso, evite clicar em links suspeitos ou compartilhar informações pessoais sensíveis por meio do WhatsApp. 

Por fim, utilizar recursos de criptografia de ponta a ponta para todas as conversas garante que apenas você e o destinatário possam visualizar o conteúdo das mensagens, proporcionando uma comunicação mais segura e privada.

Veja também: Veja como tirar o ‘digitando’ do WhatsApp e fique invisível no app