Fim absoluto do RG: documento já tem um substituto obrigatório, veja como solicitar ainda hoje (12)

Todos os brasileiros terão que trocar a carteira de identidade pela CIN? Mostramos todos os detalhes sobre o novo documento que decreta o fim do RG!

Se você ainda guarda seu RG na carteira, é hora de conhecer o novo documento que está substituindo esse clássico da identificação brasileira. A Carteira de Identidade Nacional (CIN), já em emissão, promete revolucionar a forma como nos identificamos no Brasil.

Mas, afinal de contas, será que todos os brasileiros serão obrigados a trocar o RG tradicional pelo novo substituto? No guia abaixo, vamos entrar de cabeça nas novidades e entender como você pode obter o seu novo documento.

Fim absoluto do RG: documento já tem um substituto obrigatório, veja como solicitar ainda hoje (12). Crédito: Pronatec
Fim absoluto do RG: documento já tem um substituto obrigatório, veja como solicitar ainda hoje (12). Crédito: Pronatec

CIN é o fim do RG em todo o Brasil

A partir da última quinta-feira (11), todos os estados brasileiros e o Distrito Federal passaram a ser obrigados a emitir a nova CIN.

A substituição do tradicional RG tem um objetivo claro: unificar os registros utilizando o CPF como número único.

Essa mudança visa fortalecer a segurança pública e reduzir fraudes, além de simplificar a vida do cidadão. Agora, com um único número, você será identificado em todos os sistemas governamentais.

Veja também: Enem dos concursos: cronograma oficial, vagas disponíveis, órgãos que aderiram e locais de prova

Como a CIN torna tudo mais fácil?

A nova CIN, que começou a ser emitida em julho de 2022 no Rio Grande do Sul, traz a praticidade de ter o CPF como número de identificação único.

A atualização elimina a possibilidade de uma pessoa ter até 27 registros diferentes (um para cada unidade federativa).

Com essa unificação, a segurança de seus documentos aumenta, e a gestão de informações se torna mais eficiente.

Quanto custa a emissão da CIN?

A primeira via da CIN e a renovação serão oferecidas gratuitamente. Além disso, a CIN estará disponível em versão física e digital. Importante destacar que a substituição pelo novo documento não é obrigatória.

O RG continuará válido até o dia 28 de fevereiro de 2032. Mas, por que esperar, se você pode estar à frente, com um documento mais seguro e prático?

Qual é a validade da CIN?

A validade da nova CIN varia conforme a faixa etária do cidadão. Para crianças entre 0 e 12 anos incompletos, o documento tem validade de 5 anos.

Entre 12 e 60 anos incompletos, a validade é de 10 anos. Para pessoas acima de 60 anos, a validade é indeterminada.

Essa diferenciação garante que as informações estejam sempre atualizadas, especialmente para aqueles em fase de crescimento e mudança física.

Como solicitar o documento que marca o fim do RG?

Agora que você já conhece algumas das principais características da CIN, veja abaixo o passo a passo completo para solicitar o novo documento:

  • Acesse o site de identificação do seu Estado: Cada estado possui um procedimento específico para a emissão da CIN. Acesse o site do órgão de identificação civil do seu estado.
  • Reúna os documentos necessários: Normalmente, será preciso apresentar o RG atual, CPF e comprovante de residência.
  • Agende um horário: Muitos estados oferecem a possibilidade de agendar a emissão da CIN online.
  • Compareça ao local de emissão: No dia e horário marcados, compareça ao local com os documentos em mãos.

Veja também: Novo RG capaz de substituir o CPF será emitido em todo o país a partir de hoje

Fim do RG traz nova era para o Brasil

O fim do RG marca o início de uma nova era na identificação civil no Brasil. Com a CIN, você terá um documento mais seguro, prático e unificado.

A adaptação a essa mudança é um passo importante para todos os cidadãos que buscam mais segurança e eficiência em seus registros. Não deixe para amanhã: informe-se e faça a sua parte nessa transformação nacional.