FGTS: aprenda a aderir ao saque-aniversário em 2024, de forma simples e rápida

O saque-aniversário do FGTS pode ser uma boa alternativa para aqueles que precisam de um dinheiro extra todos os anos. Veja como ter acesso ao recurso!

Se você é trabalhador e busca uma maneira de aumentar sua renda ou planeja uma forma de investimento no futuro, o saque-aniversário do FGTS é uma opção que merece sua atenção. Em 2024, essa modalidade de saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) apresenta oportunidades interessantes para aqueles que desejam um maior controle sobre seus recursos. 

Neste guia, vamos detalhar o passo a passo para aderir ao saque-aniversário do FGTS em 2024, para que você possa tomar decisões informadas sobre seu futuro financeiro.

Precisa de um dinheirinho extra? Veja como ter acesso ao saque-aniversário do FGTS o quanto antes!
Precisa de um dinheirinho extra? Veja como ter acesso ao saque-aniversário do FGTS o quanto antes! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Descubra como aderir ao saque-aniversário do FGTS em 2024

O saque-aniversário é uma modalidade de saque do FGTS que permite ao trabalhador sacar parte do saldo da sua conta no FGTS todos os anos, no mês de seu aniversário. Além disso, o trabalhador também tem a opção de utilizar esse recurso como garantia para a obtenção de empréstimos e financiamentos, o que pode ser uma alternativa interessante para investimentos ou pagamento de dívidas:

  1. Verifique seu Saldo do FGTS: antes de aderir ao Saque-Aniversário, é importante verificar o saldo disponível em sua conta do FGTS. Você pode fazer isso através do aplicativo FGTS ou do site da Caixa Econômica Federal. Certifique-se de estar ciente do valor que você tem disponível para saque;
  2. Acesse o site da Caixa: a adesão ao saque-aniversário é feita de forma simples e rápida pelo site da Caixa. Acesse o site oficial da Caixa Econômica Federal (https://www.caixa.gov.br/) e clique na opção “saque-aniversário FGTS”;
  3. Faça o cadastro: no site, você encontrará as informações necessárias para entender os detalhes do saque-aniversário. Após a leitura, clique em “Aderir ao saque-aniversário”. Você precisará informar seus dados pessoais e confirmar sua adesão;
  4. Escolha a forma de recebimento: após a confirmação, você terá a opção de escolher como deseja receber o valor do saque-aniversário. As opções incluem depósito em conta da Caixa ou transferência para outro banco. Escolha a opção que for mais conveniente para você;
  5. Confirme sua adesão: após escolher a forma de recebimento, confirme sua adesão ao saque-aniversário. Uma vez confirmada, a adesão é válida por tempo indeterminado, e você poderá realizar os saques anuais em seu mês de aniversário;
  6. Planeje seus saques: a partir da adesão, você poderá planejar seus saques anuais e utilizar o dinheiro de acordo com suas necessidades e objetivos financeiros.

Lembre-se de que, ao aderir ao saque-aniversário, você abrirá mão do direito ao saque do FGTS em caso de demissão, mantendo apenas a multa rescisória de 40%. Portanto, é importante avaliar cuidadosamente suas necessidades e objetivos financeiros antes de tomar essa decisão.

O saque-aniversário do FGTS em 2024 pode ser uma oportunidade interessante de utilizar parte de seus recursos de forma mais flexível e estratégica. Certifique-se de estar informado sobre as regras e o processo de adesão para tomar a melhor decisão para seu futuro financeiro.

Veja também: Calcule o valor que você pode receber do saque-aniversário do FGTS; confira o calendário 2024

Principais modalidades de saque do FGTS

Além do saque-aniversário, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) também possui outras modalidades, como:

  • Saque emergencial: implementado em 2020 como medida extraordinária devido à pandemia, permitiu saques de até R$1.045, de acordo com o saldo disponível na conta;
  • Demissão sem justa causa: em caso de demissão sem justa causa, o trabalhador tem direito ao saque do FGTS, com a possibilidade de receber o saldo total da conta;
  • Aposentadoria: ao se aposentar, o trabalhador pode sacar o saldo do FGTS de sua conta ativa ou inativa;
  • Compra da casa própria: o FGTS pode ser utilizado como parte do pagamento na compra da casa própria, desde que o trabalhador atenda aos requisitos estabelecidos;
  • Doenças graves: em casos de doenças graves, o trabalhador pode sacar o FGTS para auxiliar no tratamento médico.

Cada modalidade possui suas próprias regras e condições, portanto, é importante estar bem informado sobre como e quando é possível realizar os saques de acordo com suas necessidades e objetivos financeiros.

Veja também: PIS, FGTS e o mínimo de R$ 300 na conta: confira os novos pagamentos disponíveis para quem é CLT