- Publicidade -

Fazer ISTO pode reduzir o risco de INFARTO e diversas outras doenças; confira!

Saiba como manter-se saudável por mais tempo e reduzir as chances de problemas no coração!

0

A expectativa de vida no Brasil aumentou muito nas últimas décadas. E muito disso acontece por conta de novidades na ciência e tecnologia que estão permitindo melhores tratamento para vários tipos de doenças. 

- Publicidade -

Contudo, muitas pessoas sabem que também é possível prevenir e reduzir o risco de infarto e outras doenças mais “comuns”. Saiba exatamente como isso funciona e o que você pode fazer no seu dia a dia para mudar uma rotina sedentária.

Reduzir risco de doenças cardíacas
Saiba como um simples passo pode mudar a sua longevidade (foto: divulgação)

Reduzir o risco de doenças no dia a dia

Primeiramente, como é a sua rotina? Trabalho, estudo e/ou cuidar da casa? Pois é, nem sempre é fácil pensar em novos hábitos quando o dia a dia do brasileiro é tão corrido. 

- Publicidade -

Por isso, cada vez mais médicos e profissionais de educação física estão pensando em formas de reduzir o risco de doenças no dia a dia de forma menos “elaborada”. 

Em outras palavras, sabe-se que não é a realidade de muitos brasileiros ter um tempo livre e dinheiro sobrando para, por exemplo, ir à academia ou pagar um nutricionista. 

Ainda assim, existem alguns pequenos hábitos saudáveis que podem reduzir o risco de doenças graves em longo prazo. Por exemplo:

  • Reduzir um pouco a quantia de sal nos alimentos; 
  • Cortar um pouco do consumo de doces bem como gordura; 
  • Mudar os hábitos alimentares noturnos; 
  • Evitar manter o corpo muito tempo na mesma posição – sentado, em pé, etc.;
  • Mexer o corpo sempre que possível. 

- Publicidade -

Veja também: Idosos podem estar correndo risco de saúde ao comer ESTE alimento

Nova dica para reduzir o risco de infarto e outras doenças

Um estudo recente publicado nas revistas JAMA Neurology e JAMA Internal Medicine mostram dados importantes. 

A saber, uma boa dica para reduzir o risco de infarto e outras doenças pode estar ligado a algo simples: a forma como você caminha. 

- Publicidade -

Que a caminhada é um ótimo exercício, todos já sabem, mas o estudo mostra que caminhar em um ritmo acelerado por 30 minutos por dia pode reduzir risco de doenças como:

  • Infarto – e outras doenças cardíacas; 
  • Câncer; 
  • Demência; entre outros. 

Ou seja, caminhar rápido é melhor do que caminhar devagar de acordo com o estudo. Contudo, é importante lembrar que cada pessoa possui seu ritmo e seu tipo de corpo, por isso não é ideal simplesmente sair por aí acelerando o passo. 

Caminhar rápido pode salvar sua vida!

- Publicidade -

Por fim, os especialistas lembram que é importante ter acompanhamento de um profissional de educação física sempre que você começar uma nova rotina de exercícios. 

Contudo, quem precisa caminhar na rotina de trabalho ou para se deslocar, por exemplo, pode dar uma leve acelerada no passo e sentir o corpo mais resistente e forte com o tempo. 

Finalmente, de acordo com os artigos deste estudo, a cada 2 mil passos adicionais por dia, a chance de morte prematura e doenças cardíacas caem em cerca de 10%. Isto é, quem se mexe mais, pode viver mais desde que faça isso com consciência e respeitando os limites do seu corpo. 

Veja também: Estudo revela que dormir TARDE pode deixar as pessoas mais suscetíveis a ESTAS doenças

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais