Famílias que se encaixam NESTE grupo podem ser bloqueadas do Bolsa Família; entenda

Confira o que será analisado pelo ‘pente fino’ do Bolsa Família que será realizado a partir do ano de 2023

Um pente fino deve ser realizado nas inscrições do Cadastro Único (CadÚnico) no ano de 2023 para a volta do Bolsa Família. A intenção é a de combater fraudes em cadastros e abrir a oportunidade a pessoas que estejam realmente necessitadas, mas ainda não estejam cadastradas.

Famílias que se encaixam NESTE grupo podem ser bloqueadas do Bolsa Família; entenda
Confira o que será analisado pelo ‘pente fino’ do Bolsa Família que será realizado a partir do ano de 2023 Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Bolsa Família

O ministro nomeado por Luiz Inácio Lula da Silva para cuidar do Ministério de Desenvolvimento Social foi Wellington Dias. A pasta tinha também como opção a ex-candidata Simone Tebet (MDB) e deve ser uma das mais disputadas no próximo governo. O Ministério do Desenvolvimento Social é responsável por programas sociais como o Bolsa Família e o Auxílio Brasil.

Veja também: Segurados do Auxílio Brasil precisarão comparecer ao acompanhamento OBRIGATÓRIO de saúde

Pente fino

O foco principal do novo governo é checar se todos os 3,6 milhões de cidadãos brasileiros que estão cadastrados no programa no último ano estão, de fato, aptor para receber o benefício. Isso gerou dúvidas porque, entre os meses de novembro de 2021 e agosto de 2022, beneficiários que haviam declarado fazer parte de famílias com apenas uma pessoa (unipessoais) aumentaram de forma considerável.

O aumento está relacionado diretamente ao afrouxamento de regras para que o Auxílio Emergencial pudesse ser pago. Isso porque, durante a pandemia da Covid-19, a necessidade de apresentar-se pessoalmente em um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) deixou de ser obrigatória. Atualmente, são mais de 90 milhões de inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), mas uma boa parte dessas pessoas estão com o cadastro desatualizado.

Wellington Dias declarou o seguinte: “Mas são mesmo 90 milhões? É isso que o presidente Lula determinou e vamos nos debruçar. A transição avalia que é possível encontrar pessoas que não preenchem os requisitos […] Se alguém fora do critério recebe o Bolsa Família, isso é fraude, e fraude tem que ser combatida”.

Quem pode ser bloqueado do Bolsa Família?

O pente fino tem como objetivo regularizar cadastros e descobrir quem são as pessoas que estão, de fato, aptas a receber o benefício. Assim, o Ministério do Desenvolvimento Social, aliado ao Ministério da Cidadania, deverá convidar os beneficiários a comparecer pessoalmente a uma unidade do CRAS de modo a atualizar seus dados.

Terão o benefício bloqueado ou cancelado cidadãos que estiverem com irregularidades no CadÚnico. Além deles, também serão bloqueados beneficiários que não forem atualizar o cadastro.

Lembramos que a atualização do CadÚnico é uma das regras para o recebimento do benefício e deve ser realizada a cada dois anos. Por conta da pandemia, no entanto, essas atualizações acabaram sendo paralisadas. Sendo assim, as famílias que aderiram ao programa recentemente e as que já participavam deverão realizar essa atualização do cadastro. No caso de não atualização, será feito o bloqueio e cancelamento do benefício.

Veja também: Auxílio criado pelo presidente tem FIM decretado; saiba mais