MILHARES de famílias correm o risco de perder as parcelas do Bolsa Família; saiba mais

Previna-se de perder o seu Bolsa Família e ficar sem esta transferência de renda tão fundamental em nosso país; saiba mais sobre os desligamentos no benefício

No Brasil, os programas sociais atuam como ajudas financeiras governamentais de extrema necessidade. Um dos grandes exemplos disso é o próprio Bolsa Família, cujos valores são uma fonte fixa de renda para mais de 21 milhões de famílias. Portanto, é fundamental que estas milhares de famílias saibam que correm o risco de perder as parcelas em breve.

Para se manter prevenido e não deixar de receber sua transferência de renda, prossiga com a leitura e confira todas as dicas que preparamos para você seguir tendo acesso ao programa.

MILHARES de famílias correm o risco de perder as parcelas do Bolsa Família; saiba mais
Risco de desligamento do Bolsa Família! Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Possibilidade de desligamento

A perda do Bolsa Família pode acarretar uma série de riscos significativos para as famílias mais vulneráveis que dependem desse programa de transferência de renda. Para muitas delas, o benefício é uma fonte primordial de sustento, fazendo diferença para ter acesso a necessidades básicas.

Com isso, a interrupção dos pagamentos pode resultar em dificuldades financeiras graves, aumentando o risco de insegurança alimentar, por exemplo. Além disso, a perda desse suporte pode levar ao aumento da pobreza e da exclusão social, impactando mental e emocionalmente os membros da família.

A falta de acesso a recursos básicos e oportunidades adequadas ainda pode restringir o potencial de crescimento e desenvolvimento das crianças, perpetuando o ciclo de pobreza e desigualdade. A perda do Bolsa Família também pode levar as famílias a recorrer a práticas de sobrevivência desesperadas, aumentando ainda mais os riscos associados.

Portanto, é fundamental garantir que as políticas sociais e os programas de assistência como o Bolsa Família sejam mantidos e fortalecidos, a fim de fornecer suporte contínuo para as famílias em situação de vulnerabilidade e ajudá-las a superar os desafios socioeconômicos, promovendo assim a igualdade de oportunidades e seu respectivo desenvolvimento.

Saiba mais: Veja a data EXATA de atualizar seus dados no Bolsa Família para receber no mês seguinte!

Milhares de famílias correm o risco

Ao saber das consequências que o desligamento do Bolsa Família pode trazer, é fundamental que você previna esse tipo de situação. Por isso, trouxemos este comunicado com o intuito de informar todos os beneficiários do programa e acalmá-los.

De acordo com a Secretaria Municipal de Assistência Social de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, 75% das famílias unipessoais com cadastro desatualizado correm risco de perder o Bolsa Família até dezembro.

Estamos falando de um número significativo de segurados, já que a quantidade de famílias unipessoais na cidade ultrapassa a marca de 18 mil pessoas. Sendo assim, o corte pode ocorrer porque uma nova regra do Ministério do Desenvolvimento Social estabelece um número máximo de beneficiários unipessoais por município.

Portanto, para evitar esse desligamento, as famílias unipessoais precisam verificar se seus dados cadastrais estão em dia. Caso a resposta seja negativa, será necessário ir até um CRAS e apresentar alguns documentos, como:

  • identidade com foto;
  • CPF; e
  • comprovante de endereço em nome do responsável familiar.

Por fim, os usuários do CadÚnico também podem verificar seus dados pelo app ou site, os quais facilitam o acesso e gerenciamento de dados cadastrais.

Veja também: ALERTA GERAL para brasileiros que recebem o Bolsa Família hoje (02)