Está com dificuldades para receber o PIS/Pasep?

Está com dificuldades para receber o PIS/Pasep? – Tire suas dúvidas sobre alguns dos erros que podem acontecer quando for receber o PIS/Pasep

Está com dificuldades para receber o PIS/Pasep? – Saiba como agir se isso acontecer com você!

Você está com dificuldades para receber o PIS/Pasep? Muitas vezes o erro acontece devido a problemas relacionados na hora de registrar o trabalhador, que é feito pelo empregador no Ministério de Trabalho. Mas não existe motivo para se preocupar, é só o trabalhador se dirigir à agência bancária para a atualização dos dados.

Podem receber o abono do PIS/Pasep os trabalhadores com idade igual ou superior a 57 anos de idade ou mais que fazem parte dos fundos, que tenham atuado e ganho distribuição de cotas relacionadas aos anos de 1971 a 1989 e que ainda não tenham efetuado nenhum saque. Até agora, somente quem tinha se aposentado, portadores de doenças graves ou tinha mais de 60 anos podia sacar o dinheiro.

Veja alguns problemas que podem ocorrer na hora de receber seu PIS/Pasep e como resolvê-los.

Está enfrentando problemas para receber o PIS/Pasep?
Foto: Divulgação

NIS não cadastrado pela Empresa

NIS não cadastrado pela Empresa
Foto: DIvulgação

O empregador é quem tem a obrigação de inserir o Número de Identificação Social (NIS) do trabalhador. O número é, muitas vezes, colocado no primeiro registro contido na carteira de trabalho do cidadão. Muitas vezes ocorre um erro de comunicação, na hora de informar o número ao empregado e isso acarreta o NIS não cadastrado pela Empresa.

Se isso acontecer, cheque a informação que está na sua carteira de trabalho. Caso você não encontre, também se pode conferir o número do NIS no extrato do FGTS.

PIS duplicado

PIS duplicado
Foto: Divulgação

Se você tirou uma carteira de trabalho nova, pode acontecer o erro de ter o número do PIS duplicado. Se isso ocorrer, um novo empregador pode registrar um número diferente de você no Ministério do Trabalho. Se isso ocorrer, o trabalhador deve se dirigir até uma agência da caixa, levando ambas as carteiras de trabalho e seu RG, pedindo a unificação dos registros.

Isso só pode acontecer caso o trabalhador tenha tirado a segunda carteira de trabalho no sistema passado de emissão do documento. O atual sistema já identifica se o trabalhador possui um número do PIS cadastrado ao emitir a segunda carteira de trabalho, com isso evita a duplicação do número.

Nome da mãe errado

Nome da mãe errado
Foto: Divulgação

Os cidadãos que não estão conseguindo receber sua cota do PIS devido ao  nome da mãe errado, devem se dirigir a uma agência da Caixa, levando em mãos o RG e as certidões de casamento e nascimento da sua mãe para atualizar os dados no sistema.

Quem vai fazer o registro destas informações no Ministério do Trabalho é o próprio empregador, que pode colocar o nome da mãe do empregado na hora de colocar os dados no sistema, ou talvez a mão tenha mudado o nome devido ao casamento.

Veja também como Receber o Pis/Pasep a partir de junho!

É possível sacar o PIS de pessoa falecida

É possível sacar o PIS de pessoa falecida
Foto: Divulgação

Se a pessoa que possuir a cota do PIS já tiver morrido, é possível  sacar o PIS de pessoa falecida. Seus herdeiros devem ir até uma agência da caixa levando o seu RG e a certidão ou declaração de dependentes habilitado à pensão por morte fornecida pelo INSS; ou atestado expedido pelo empregador (se o trabalhador for servidor público), ou alvará judicial que nomeie um representante legal.

Veja todos os Benefícios que você tem direito!

 

Leia Também