Entregue ESTES dados no CRAS para evitar o CORTE do seu registro no CadÚnico

O CadÚnico deve passar por mais uma leva de análise de dados, o que pode acabar comprometendo o benefício de milhares de brasileiros.

O Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) desempenha um papel crucial na distribuição de benefícios sociais no Brasil.

Recentemente, o governo alertou que mais de 1 milhão de pessoas correm o risco de perder seus benefícios se não atualizarem suas informações.

A necessidade de atualização surge devido a alterações na situação econômica ou familiar dos cadastrados, que podem impactar diretamente na elegibilidade para programas como Bolsa Família e Tarifa Social. Confira.

Aqueles que não mantiverem os dados atuais verdadeiros no CadÚnico podem acabar perdendo todos os seus benefícios sociais.
Aqueles que não mantiverem os dados atuais verdadeiros no CadÚnico podem acabar perdendo todos os seus benefícios sociais. / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

A atualização do CadÚnico: um procedimento essencial

Atualizar o CadÚnico é uma prática fundamental para assegurar que os dados dos beneficiários estejam corretos e atualizados, garantindo assim o acesso contínuo a programas sociais vitais.

As mudanças que exigem atualização incluem alterações na composição da família, na renda, no endereço residencial ou na situação escolar das crianças.

Essa atualização ajuda na manutenção da elegibilidade para os benefícios e na adequação aos critérios dos programas.

Como você será convocado para a atualização?

Os beneficiários do CadÚnico podem ser convocados para atualizar suas informações de três maneiras principais:

  • Automaticamente, após dois anos sem nenhuma atualização;
  • Por notificação direta do governo, que pode ser enviada por meio de aplicativos como o Caixa Tem, SMS ou através de extratos bancários;
  • Por iniciativa própria do titular do cadastro, especialmente se houver mudanças significativas na situação familiar ou financeira.

Dados importantes a se atualizar no CadÚnico

Na hora de atualizar o CadÚnico, é vital saber quais informações precisam ser revistas. Geralmente, o foco está na composição familiar, renda mensal, endereço residencial, fontes de renda, frequência escolar das crianças e jovens, e outras informações relevantes como acompanhamento pré-natal e realização de perícia médica. Esses dados são fundamentais para uma avaliação precisa da elegibilidade aos benefícios sociais.

Confira mais: O CadÚnico começou a FISCALIZAR dados de inscritos e você pode PERDER seu benefício; entenda!

Documentação necessária

Para realizar a atualização, é necessário apresentar uma série de documentos ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo, incluindo documentos de identificação com foto de todos os membros da família, comprovante de residência atualizado, carteira de trabalho, comprovantes de renda e, para famílias com crianças, comprovantes de frequência escolar e carteiras de vacinação.

Manter o CadÚnico atualizado é mais do que uma obrigação; é um meio de garantir que os benefícios sociais cheguem a quem realmente precisa.

A falta de atualização pode resultar na suspensão ou mesmo no cancelamento dos auxílios, afetando significativamente a vida dos beneficiários. Assim, é crucial estar atento às convocações para atualização e entender a importância de manter os dados sempre em dia.

Pagamento do Bolsa Família de março

Por fim, neste mês também haverá pagamento do Bolsa Família, como de costume. O calendário também já está disponível:

  • NIS com dígito finalizador 1: parcela dia 15 de março;
  • NIS com dígito finalizador 2: parcela dia 18 de março;
  • NIS com dígito finalizador 3: parcela dia 19 de março;
  • NIS com dígito finalizador 4: parcela dia 20 de março;
  • NIS com dígito finalizador 5: parcela dia 21 de março;
  • NIS com dígito finalizador 6: parcela dia 22 de março;
  • NIS com dígito finalizador 7: parcela dia 25 de março;
  • NIS com dígito finalizador 8: parcela dia 26 de março;
  • NIS com dígito finalizador 9: parcela dia 27 de março;
  • NIS com dígito finalizador 0: parcela dia 28 de março.

Veja mais: Caixa Tem e o Bolsa Trabalho de R$ 540: você pode ter direito e não sabe