Entenda o PIX de R$ 15 mil para os beneficiários do antigo do Auxílio Brasil

Em 2022, um vazamento expôs dados de beneficiários do Auxílio Brasil, levando a um processo de indenização que pode atingir R$15 mil por pessoa. Entenda.

Em um cenário onde a segurança digital se torna cada vez mais crucial, um vazamento de dados em 2022 expôs informações pessoais de cerca de 37 milhões de famílias beneficiárias do Auxílio Brasil. 

Este incidente colocou em risco a privacidade desses indivíduos. Além disso, abriu precedente para um processo de indenização que pode beneficiar os afetados com até R$15 mil cada. 

Este artigo detalha o ocorrido, quem tem direito à compensação e como os principais envolvidos estão lidando com as repercussões deste grave problema.

Entenda o PIX de R$ 15 mil para os beneficiários do antigo do Auxílio Brasil
Beneficiários do antigo Auxílio Brasil podem receber Pix de R$ 15 mil – Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Beneficiários do Auxílio Brasil podem ter direito a indenização de R$15 mil: entenda

Em 2022, um vazamento de dados impactou aproximadamente 37 milhões de famílias inscritas no Auxílio Brasil, afetando cerca de 20% dos beneficiários do programa. 

Essa exposição de informações pessoais levou à instauração de um processo de indenização que pode chegar a R$15 mil por pessoa afetada.

Entenda o caso do vazamento

Os dados vazados incluíram informações sensíveis como endereços residenciais, números de telefone, datas de nascimento, valores de benefícios recebidos, e mais. 

Essas informações foram usadas por correspondentes bancários para localizar e contatar beneficiários, visando novos contratos financeiros, o que acarretou uma grave violação de privacidade.

Quem tem direito à compensação?

Ainda não existe uma lista oficial dos beneficiários elegíveis para a indenização. No entanto, é possível consultar a elegibilidade através do site do Instituto Sigilo. 

Após preencher os dados requisitados e seguir os passos indicados, o beneficiário saberá se faz parte do grupo afetado pelo vazamento.

Posicionamento dos envolvidos

Tanto a Caixa Econômica Federal quanto a Dataprev se pronunciaram sobre o incidente. 

A Caixa Econômica contesta a decisão, argumentando não ter encontrado evidências de vazamento de dados sob sua tutela. 

Por outro lado, a Dataprev nega qualquer incidente desse tipo e afirma ter tomado as medidas judiciais apropriadas.

Importante

Apesar da possibilidade de receber R$15 mil do Auxílio Brasil ser atraente, o processo ainda está aberto e sujeito a contestações. 

Portanto, o pagamento não é garantido. Beneficiários elegíveis precisarão iniciar um processo judicial para reivindicar o pagamento, e é crucial manter-se atualizado sobre o assunto.

Veja também: Governo federal lança MAIS UM benefício para inscritos no Bolsa Família; conheça o Vale-Carne

Como eu posso consultar se os meus dados foram vazados? Entenda

Conforme já mencionado antes, o Instituto Sigilo está orientando os brasileiros que recebiam o Auxílio Brasil. Vale mencionar que a entidade não é governamental. Portanto, é necessário concordar com os termos da ONG. 

Além do mais, é necessário entrar com um pedido na Justiça. O mais recomendado, então, é procurar por um advogado. 

Passos para receber a indenização

Para receber a indenização devido ao vazamento de dados do Auxílio Brasil, os beneficiários identificados como elegíveis devem, primeiramente, confirmar sua situação por meio da plataforma do Instituto Sigilo. 

Após esta confirmação, será necessário proceder com a abertura de um processo judicial para formalizar o pedido de indenização. 

É recomendável buscar orientação jurídica para auxiliar neste processo, garantindo que todos os procedimentos necessários sejam seguidos corretamente. 

Durante esse período, manter-se informado sobre novas atualizações e seguir as orientações oficiais são passos cruciais para assegurar o recebimento da indenização.

Acesse o site do Instituto Sigilo por meio deste link: https://sigilo.org.br/

Veja também: Bolsa Família com PIX de R$ 635,00 confirmado HOJE (07)? Tire suas dúvidas sobre o novo extra do benefício