Encceja 2023 tem novas regras divulgadas; veja como será o exame

Neste ano vai acontecer outra rodada do Encceja e, desta vez, há algumas novas regras. Saiba mais!

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA) é uma prova que atrai estudantes que querem se formar nos ensinos médio e fundamental de diversas idades todos os anos. Através do exame, é possível que eles finalmente concluam os estudos e ganhem o diploma.

Para saber quais foram as informações divulgadas recentemente sobre as mudanças na prova, acompanhe a matéria a seguir e se prepare para a realização do exame em 2023.

O Inep acabou de divulgar as novas regras de realização da prova do Encceja deste ano. Confira as mudanças!
O Inep acabou de divulgar as novas regras de realização da prova do Encceja deste ano. Confira as mudanças! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Inep divulga novas regras do Encceja 2023

Nesta quarta-feira (15/03), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou um edital com as novas regras de realização do Encceja neste ano. Aqueles que tiverem interesse na prova deverão realizá-la no dia 27 de agosto.

Em suma, o exame se destina a adultos e jovens que não concluíram seus estudos na época determinada. Dito isso, podem fazer a prova aqueles que possuem o mínimo de 15 anos de idade completos no dia da aplicação do exame, no caso de quem quer terminar o fundamental, e 18 anos de idade para aqueles que queiram concluir o ensino médio.

Em 2023, os alunos que realizarem a prova poderão solicitar um cartão-resposta ampliado para auxiliar aqueles que têm deficiência visual. Além disso, haverá uma correção específica da redação para pessoas autistas, bem como aproveitamento de laudos utilizados nas provas de 2022 para solicitação de atendimento especial.

Ademais, pessoas trans e travestis não precisarão apresentar documentação comprobatória com o nome social cadastrado na Receita Federal. As inscrições se iniciam já no dia 22 de maio e seguem até o dia 02 de junho, momento em que os interessados também poderão solicitar atendimento especializado. Lembrando que a participação no certame é voluntária e totalmente gratuita.

Veja também: Participou do processo seletivo do SISU? Veja como DESCOBRIR se você passou na UNIVERSIDADE e surpreenda-se!

Como fica quem faltou na última prova?

Por fim, diversos voluntários não prestaram o exame entre os dias 03 e 04 de abril do ano anterior. Neste momento, eles poderão justificar sua ausência para terem outra chance de realizarem a prova, visto que a justificativa é obrigatória para que o exame seja aprovado e realizado de forma gratuita.

Isso quer dizer que aqueles que não justificarem a ausência ou tiverem o motivo da justificativa negado terão que pagar R$ 40 de taxa para ressarcir o custo das provas ao Inep. Aqueles que quiserem optar pela justificativa ao invés do pagamento podem acessar o site oficial do exame (https://bityli.com/pN3fIK) e depois devem seguir o passo a passo:

  • Primeiramente, acesse a página do participante fazendo login com suas informações cadastradas;
  • Em seguida, basta clicar na opção “Justificativa de ausência”;
  • Neste momento, você deve informar alguns dados importantes;
  • O próximo passo é preencher o formulário de justificativa atentamente, com todos os requisitos solicitados;
  • Depois, basta enviar os documentos necessários para comprovar o motivo da ausência;
  • Finalize o procedimento e aguarde a resposta.

Veja também: Aneel aprova AUMENTO na conta de luz de milhões de brasileiros; descubra quem será AFETADO