Empréstimo consignado é liberado para segurados do INSS? Saiba mais!

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) oferece uma modalidade de empréstimo para os seus segurados que pode ser bastante vantajosa e ainda apresenta taxas de juros abaixo do mercado. Confira!

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) funciona como uma autarquia do governo federal brasileiro que atua em parceria com o Ministério do Trabalho e Previdência, que por sua vez é responsável por receber as contribuições mensais que são feitas pelos trabalhadores brasileiros, isso para que seja possível manter o Regime Geral da Previdência Social em pleno funcionamento.

A Previdência Social, por outro lado, realiza os pagamentos dos benefícios que o INSS oferece para os seus segurados, como é o caso da pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-reclusão, auxílio-acidente, salário maternidade, aposentadorias e ainda os benefícios referentes ao núcleo das Atividades Exclusivas de Estado.

Nos últimos dias, foi anunciado que os segurados do INSS poderiam ter acesso a uma nova modalidade de empréstimo. Portanto, confira a seguir como funciona a novidade!

Empréstimo consignado do INSS começa a ser oferecido para os segurados. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Seguros do INSS podem contratar nova opção de empréstimo?

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) liberou recentemente um comunicado que pode interessar diversos brasileiros que estão vinculados ao benefício. Dessa forma, caso você estejqa pensando em fazer um empréstimo, a autarquia está oferecendo taxas de juros mais baixas, além de prazos mais longos de pagamento.

O Conselho Nacional da Previdência Social (CNPS) tomou a decisão recente de reduzir as taxas de juros do empréstimo consignado do INSS, de 1,91% para 1.84% ao mês. Além disso, a Caixa Econômica Federal e também o Banco do Brasil confirmaram que iriam aderir a essas novas taxas.

Diante disso, o novo limite para empréstimos com desconto em folha sofreu uma queda de 1.91% ao mês para 1,84% ao mês. No caso das operações com cartão de crédito e cartão consignado de benefício, a taxa mínima sofreu uma queda de 2,83% para 2,73%. As mudanças em questão foram aprovadas pelo Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) para os juros máximos de consignados de beneficiários do INSS.

Depois de cinco dias da publicação relativa a resolução do CNPS, os bancos e demais instituições financeiras não poderão mais oferecer empréstimos e nem mesmo cartões consignados com taxas que sejam maiores que o novo limite.

Vale ressaltar ainda que a redução nas taxas de juros devem abranger não somente os segurados do INSS, mas ainda os titulares do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

As alterações das taxas máximas foram promovidas como uma resposta à redução da taxa Selic por parte do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), que contou com uma queda de 13,25% para 12,75% ao ano.

Confira também: INSS vai conceder BENEFÍCIO de R$ 1,3 mil para brasileiros NESTA semana; confira os detalhes!

Informações cruciais sobre o empréstimo consignado do INSS

Existem alguns fatores cruciais a respeito do empréstimo que os segurados do INSS devem ter conhecimento antes de realizar a contratação, são eles:

  • CET (Custo Efetivo Total) mensal e anual referente às operações de consignado;
  • Valor do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) que incide sobre a operação;
  • Informação diária sobre a taxa de juros para novas operações de empréstimo pessoal consignado, além de cartão de crédito consignado e também cartão consignado de benefício.

Saiba mais: Pessoas desempregadas também podem receber AUXÍLIOS do INSS? Saiba se é possível!