Minha empresa não depositou meu FGTS, e agora Entenda o que fazer nessa situação

É dever do empregador depositar o FGTS dos funcionários todos os meses na conta sem descontar do salário base. Entretanto, quando isso não ocorre, há sérias consequências.

Você já parou para conferir se os depósitos do seu FGTS estão sendo feitos corretamente pela sua empresa? É importante que você acompanhe o saldo. 

Essa é uma dúvida que muitos trabalhadores brasileiros têm, mas nem sempre sabem como proceder quando algo está errado. Se você está nessa situação, saiba o que fazer caso isso aconteça!

Seu empregador não depositou o FGTS como deveria? Saiba como resolver o problema!
Seu empregador não depositou o FGTS como deveria? Saiba como resolver o problema! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Como o FGTS funciona?

A princípio, o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) é um direito do trabalhador brasileiro com contrato formal de trabalho. 

Ele representa uma reserva financeira que o empregado pode acessar em situações específicas, como demissão sem justa causa, aposentadoria, compra da casa própria, entre outras. 

Geralmente, o depósito do FGTS é de responsabilidade do empregador, que deve depositar mensalmente o equivalente a 8% do salário bruto do empregado em uma conta vinculada na Caixa Econômica Federal, especialmente aberta para esse fim. 

O cumprimento dessa obrigação é fundamental para a segurança financeira do trabalhador.

O que acontece quando não há depósito do FGTS?

Todo trabalhador com contrato formal tem direito ao FGTS e as empresas devem depositar parte do salário bruto mensalmente. 

Dessa forma, se a empresa falhar, ela enfrenta juros, multas e até pode levar à rescisão indireta do contrato de trabalho. Mas calma, há formas de resolver isso!

Como verificar os depósitos do FGTS

Graças à tecnologia, verificar seus depósitos do FGTS ficou fácil. Com o aplicativo do FGTS (Android: https://bityli.com/InMQC ou iOS: https://bityli.com/giWTE), você pode acompanhar tudo de perto. Caso perceba alguma irregularidade, é hora de agir.

Primeiros passos para solucionar a falta de depósito

A primeira coisa a fazer é conversar com o seu empregador. Muitas vezes, a situação pode ser resolvida amigavelmente. 

Dê um prazo para a regularização dos depósitos. Se isso não acontecer, existem outras medidas que você pode tomar.

Saiba mais: FGTS muda as regras: é possível receber o saque-aniversário MESMO após a demissão? Entenda!

Buscando seus direitos

Agora, se o diálogo não resolver, você pode denunciar a situação e buscar seus direitos na justiça. 

Além disso, a falta de depósito do FGTS pode ser motivo para a rescisão indireta do contrato de trabalho, em que você, enquanto empregado, pode “demitir” seu empregador por não cumprir com suas obrigações legais.

Rescisão indireta é uma opção

Em suma, a rescisão indireta é uma medida prevista na legislação trabalhista que permite ao empregado terminar o contrato de trabalho devido a falhas graves do empregador, como a falta de depósito do FGTS. 

É uma forma de garantir que seus direitos sejam respeitados, mesmo em situações adversas.

Não deixe de ir atrás dos seus direitos!

Lidar com a falta de depósito do FGTS pode parecer complicado, mas é crucial conhecer seus direitos e as medidas que você pode tomar. 

Nesse sentido, manter-se informado e agir de forma estratégica pode garantir que seus direitos sejam protegidos. 

Lembre-se, o FGTS é seu por direito, e garantir que ele esteja sendo depositado corretamente é uma forma de cuidar do seu futuro financeiro. 

Se tiver dúvidas ou precisar de ajuda, não hesite em buscar orientação legal. Seu futuro agradece!

Quando posso sacar o FGTS?

Por fim, para sacar o FGTS, o trabalhador deve se enquadrar em alguma das condições previstas em lei, como demissão sem justa causa, aposentadoria, compra de imóvel, entre outras. 

O saque pode ser realizado diretamente em agências da Caixa Econômica Federal, em casas lotéricas ou caixas eletrônicos, mediante apresentação de documento de identificação e o Cartão Cidadão. 

Veja mais: Aplicativo FGTS: veja 6 funções que vão descomplicar seu acesso ao saque!