Beneficiários do Bolsa Família precisam renovar o cadastro para continuar recebendo em 2024?

É  essencial que os beneficiários estejam atentos para garantir que estão dentro dos critérios exigidos e não corram o risco de perder o benefício.

Uma dúvida muito comum entre os beneficiários do Bolsa Família é se eles precisam renovar o cadastro para continuar recebendo o benefício em 2024. Ao longo deste artigo abordaremos o que precisa ser feito para que o benefício de 2024 continue valendo.

Requisitos para continuar recebendo. (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br)

Renovação no Bolsa Família

A importância do Bolsa Família não pode ser subestimada. O programa tem como foco principal auxiliar no combate à fome e à miséria, proporcionando uma renda fixa mensal para as famílias mais vulneráveis. Além disso, a transferência de renda também tem impactos positivos na melhoria da educação e da saúde dessas famílias.

O que fazer para continuar recebendo?

Os beneficiários que já estão recebendo em 2023 não precisam passar por nenhum processo de renovação para continuar recebendo no próximo ano. Isso significa que não será necessário comparecer a nenhum órgão responsável pelo programa ou providenciar documentação atualizada.

No entanto, é importante ressaltar que o pente-fino no programa Bolsa Família continua em 2024. Isso significa que a fiscalização e revisão dos benefícios concedidos será intensificada até março do próximo ano. Com isso, acredita-se que muitas famílias poderão ser suspensas ou até mesmo terem seus benefícios cancelados.

Esse pente-fino tem como objetivo identificar possíveis irregularidades, como pessoas que não se enquadram mais nos critérios do programa, fraudes, e outras situações que possam comprometer a eficiência e a honestidade do Bolsa Família. Portanto, é essencial que os beneficiários estejam atentos para garantir que estão dentro dos critérios exigidos e não corram o risco de perder o benefício.

Principais requisitos

Para evitar qualquer problema, é importante que os beneficiários mantenham seus dados atualizados no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), que é a base de dados utilizada pelo Bolsa Família. Isso inclui informações sobre renda, composição familiar, endereço, entre outros. Caso haja alguma mudança nessas informações, é fundamental se dirigir imediatamente ao CRAS mais próximo e atualizar.

Lembrando que a renda familiar per capita não pode ultrapassar o valor de R$218. Apesar desses serem os principais requisitos do programa, é necessário estar em dia com os seguintes compromissos:

  • Gestantes devem fazer o acompanhamento pré-natal;
  • A família deve estar em dia com o calendário nacional de vacinação;
  • É necessário realizar o acompanhamento do estado nutricional das crianças menores de sete anos;
  • E por fim, é necessário que crianças e adolescentes das famílias contempladas tenham uma frequência mínima nas escolas:
  • De 6 a 15 anos – 85% de frequência mensal;
  • De 16 a 17 anos, 75% de frequência mensal.

Veja também: https://pronatec.pro.br/familias-canceladas-no-bolsa-familia-entenda/

Calendário de dezembro

Com os pagamentos do mês de novembro quase no fim, os beneficiários devem ficar atentos aos próximos que se iniciam no dia 11.

  • NIS 1: pago em 11 de dezembro (antecipado para sábado, 09);
  • NIS 2: pago em 12 de dezembro;
  • NIS 3: pago em 13 de dezembro;
  • NIS 4: pago em 14 de dezembro;
  • NIS 5: pago em 15 de dezembro;
  • NIS 6: pago em 18 de dezembro (antecipado para sábado, 16);
  • NIS 7: pago em 19 de dezembro;
  • NIS 8: pago em 20 de dezembro;
  • NIS 9: pago em 21 de dezembro;
  • NIS 0: pago em 22 de dezembro.

Veja também: https://pronatec.pro.br/abono-natalino-para-beneficiarios-do-bolsa-familia/