Estas doenças podem fazer com que você se aposente pelo INSS de forma rápida; veja a lista completa!

Está pensando em se aposentar por invalidez? Caso você sofra com uma dessas doenças, a solicitação do benefício pode ser possível. Confira!

Com o passar do tempo e os longos anos de serviço, é comum que alguns trabalhadores acabem sendo acometidos por doenças que podem ou não estar relacionadas ao trabalho, mas que ainda tornam a atividade laboral difícil de se realizar. Por essa razão, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) oferece uma modalidade de aposentadoria específica para pessoas que acabam passando por essa situação. 

Nesse sentido, caso você queira saber com detalhes como essa modalidade funciona e quais doenças podem fazer com que os trabalhadores se aposentem, continue acompanhando o texto a seguir. 

Trabalhadores que sofrem com estas doenças podem se aposentar pelo INSS. Confira!
Trabalhadores que sofrem com estas doenças podem se aposentar pelo INSS. Confira! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Entenda como funciona a aposentadoria por invalidez

Primeiramente, antes de saber quais doenças podem te aposentar pelo INSS, é interessante entender como a aposentadoria por invalidez funciona. De acordo com a lei, ela está prevista entre os benefícios por incapacidade, junto ao auxílio-doença. 

A diferença principal entre os dois é que o auxílio-doença é entregue para trabalhadores que estão doentes, mas com previsão de melhora rápida, enquanto a aposentadoria é direcionada àqueles que não devem voltar a exercer suas funções ou sequer podem ser realocados em outra área. Ou seja, destina-se a quem está permanentemente incapacitado de trabalhar. 

Apesar disso, antes de realmente ter direito à aposentadoria pelo INSS, o trabalhador pode ter que passar pela concessão do auxílio-doença, enquanto há a constatação de que ele realmente não consegue retornar às suas atividades. Quando isso ocorre, portanto, o beneficiário pode receber o direito de finalmente se aposentar. 

Além de considerar essa situação, o INSS também precisa analisar outros fatores sobre o segurado antes de liberar o pagamento da aposentadoria por invalidez. São eles a idade do beneficiário, o meio em que vive, seu grau de escolaridade, a função e profissão que desempenha e seus relatos em relação aos sintomas. 

Fora isso, o INSS também considera alguns pontos burocráticos, como o período de carência do trabalhador, que é o tempo em que ele contribuiu com a autarquia. No caso da aposentadoria por invalidez, é importante ter contribuído por doze meses, no mínimo. Apesar disso, há algumas enfermidades, que você verá abaixo, que dispensam essa regra. 

Veja também: Salários atrasados do INSS serão pagos, confirma o Instituto

Quais são as doenças que aposentam pelo INSS? 

Agora que você já entendeu como a aposentadoria por invalidez funciona, veja abaixo a lista de doenças que o INSS considera na dispensa de carência:

  • Contaminação por radiação (no caso, a medicina especializada deve confirmar o fato);
  • HIV ou AIDS;
  • Doença de Paget (quando em estado avançado);
  • Nefropatias muito graves;
  • Câncer;
  • Doença de Parkinson;
  • Paralisias que sejam irreversíveis e incapacitantes;
  • Cegueira (total ou monocular);
  • Doenças graves no coração;
  • Hanseníase. 

Vale destacar que é necessário que o beneficiário passe por uma perícia médica, que é quem vai decidir se a doença é incapacitante o suficiente para a concessão da aposentadoria por invalidez. Além disso, lembre-se de que não são apenas essas doenças que aposentam os trabalhadores, tudo vai depender do quanto a enfermidade é capaz de afetar a saúde do profissional. 

Veja também: Aposentados receberão PIX extra do INSS? CJF liberou!