Saiba quais são os DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS para conduzir veículos; CNH não é o único

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e o Detran determinam os documentos necessários que todo condutor de veículo deve ter para dirigir no Brasil.

Regulamentar a documentação necessária para conduzir um veículo pode ser confuso para muitas pessoas. A fim de evitar confusões, é importante estar ciente dos cinco documentos obrigatórios para dirigir.

Embora a maioria dos cidadãos motoristas e proprietários de veículos estejam familiarizados com esses documentos, eles nem sempre são lembrados ou até mesmo podem ser confundidos. Então, preste atenção em todos e não saia mais de casa sem eles. Confira a relação.

Saiba quais são os 5 documentos necessários que precisa para conduzir seu veículo.
Saiba quais são os 5 documentos necessários que você precisa para conduzir seu veículo. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Não é só com a CNH que você deve se preocupar

O primeiro documento obrigatório é a CNH (Carteira Nacional de Habilitação). A CNH é o principal documento quando se trata de permissão para dirigir. Após adquirir a habilitação, o cidadão pode procurar um veículo e, em seguida, ir atrás dos outros documentos necessários.

O segundo documento obrigatório é o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). Este é um tributo anual de responsabilidade de cada estado e do Distrito Federal, no qual o proprietário do veículo paga um valor que é baseado no preço de mercado do veículo. A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Tabela Fipe) realiza a cotação.

O terceiro documento é o DPVAT (Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres). Esse seguro é direito de qualquer pessoa que tenha se ferido em um acidente de trânsito, inclusive pedestres. O ressarcimento pode variar de acordo com o tipo de ocorrência e mediante a comprovação do cidadão lesionado.

Em casos de morte, os familiares da vítima recebem R$ 13.500,00, e em casos de invalidez a pessoa tem direito a até R$ 13.500,00. Ainda são pagos até R$ 2.700,00 para despesas de assistência médica e suplementares (DAMS).

O quarto documento obrigatório é o CRV (Certificado de Registro do Veículo). Esse documento garante o registro do automóvel junto aos órgãos de trânsito e contém informações sobre as características e condições do veículo. Assim que o veículo é registrado junto ao Departamento de Trânsito, é expedido o CRV.

Por fim, o quinto documento é o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo), expedido anualmente ao veículo licenciado e vinculado ao Certificado de Registro. Simultaneamente ao registro é feito o primeiro licenciamento anual.

Depois, o CRLV é emitido após o pagamento do licenciamento, do IPVA e do DPVAT, e quando todos os débitos relativos a multas de trânsito e ambientais vinculadas ao veículo estiverem quitados.

De acordo com o Artigo 130 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), para transitar nas vias todos os veículos devem ser licenciados anualmente pelo órgão executivo de trânsito do estado onde o veículo está registrado.

Veja também: Já pensou conseguir 30% de DESCONTO na compra de um veículo? Veja como conseguir isso de forma legal

A importância de andar com todos os documentos do veículo em dia

Em resumo, estar com todos os documentos do veículo em dia é fundamental para evitar dores de cabeça e prejuízos financeiros. Além de ser uma exigência legal, a regularização da documentação traz segurança ao condutor e aos demais passageiros, garantindo que o veículo está em conformidade com as normas de trânsito e apto para circulação.

Além disso, em casos de acidentes ou fiscalizações, ter todos os documentos em mãos facilita a resolução de possíveis problemas. Portanto, não deixe para depois, mantenha seus documentos em dia e aproveite uma condução tranquila e segura.

Veja também: Atrasar o IPVA pode gerar apreensão do veículo? Saiba mais!