Lista revela TODAS as desvantagens de aderir ao saque-aniversário do FGTS

Ao contrário do que se imagina, o saque-aniversário do FGTS tem desvantagens e você precisa saber antes de aderir. Confira!

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço é um dos principais direitos garantidos ao trabalhador brasileiro.  Através dele, o público tem acesso a uma reserva financeira para momentos de emergência, como demissão sem justa causa, doenças graves ou aquisição da casa própria. Há ainda, dentro das modalidades de resgate, o saque-aniversário.

Criada desde 2019, esta modalidade adicional permite, dentre outras coisas, receber uma parcela do FGTS todos os anos. No entanto, ao contrário do que se imagina, existem algumas desvantagens em optar por esta categoria de acesso ao dinheiro. Por isso, estar ciente desses detalhes antes de optar por essa modalidade é fundamental. Siga a leitura.

Saiba dos principais detalhes envolvendo uma importante modalidade de resgate do FGTS: o saque-aniversário. (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br).

Entenda o saque-aniversário do FGTS: o que é?

O saque-aniversário nada mais é do que uma categoria do FGTS que viabiliza ao trabalhador efetuar a retirada anual de uma porção do montante disponível em sua conta no fundo. O valor específico dessa retirada pode variar de acordo com o total acumulado na respectiva conta. Todavia, ao escolher aderir ao saque-aniversário, o trabalhador renuncia ao direito de receber o saque-rescisão em caso de demissão sem justa causa.

Embora possa algumas vantagens, como a possibilidade de receber uma parcela do FGTS anualmente, podendo ajudar nas finanças pessoais, é importante considerar as desvantagens antes de fazer essa escolha. E como mencionado, ao optar por essa modalidade, o trabalhador perde o direito de receber o valor total da conta do FGTS em caso de demissão sem justa causa. Esse detalhe pode ser um verdadeiro problema, já que o saldo do FGTS costuma ser uma importante fonte de segurança financeira em caso de perda de emprego.

Este, no entanto, não é o único detalhe. Além disso, o saque-aniversário ainda bloqueia o saldo total da conta. Logo, significa que o trabalhador não poderá sacar o valor total do Fundo de Garantia em situações de emergência.

Veja também: Saque o mais novo pagamento do FGTS AGORA MESMO! 

Mudanças podem ser anunciadas pelo Governo Federal

Antes de mais nada, é importante destacar que o saque-aniversário, criado em 2019, é portanto uma ideia do ex-presidente Jair Bolsonaro. Boa parte dos membros da atual gestão pública, liderada por Luiz Inácio Lula da Silva (PT), já deixou claro que não é a favor da categoria. inclusive, o Governo Federal está estudando possíveis mudanças na modalidade. De acordo com informações divulgadas, uma das propostas em discussão é oferecer alternativas a essa categoria, visando garantir maior segurança financeira aos trabalhadores.

É preciso lembrar, porém, que qualquer alteração no saque-aniversário do FGTS depende de aprovação no Congresso Nacional e ainda não há decisões definitivas sobre o assunto. Por fim, resta dizer que é dever do trabalhador avaliar cuidadosamente todas as informações e considerar sua situação financeira antes de optar pela categoria. Sendo assim, esteja ciente das vantagens e desvantagens dessa modalidade e fique atento a possíveis mudanças e atualizações no sistema.

Saiba também: Aposentados TAMBÉM receberão o LUCRO do Fundo de Garantia? Confira!