ALERTA ao consumidor: conheça TODAS as DESPESAS OCULTAS ao adquirir um carro no programa Carro Popular do governo

O novo programa do governo federal tem como objetivo garantir que os carros populares possam ser adquiridos com valores mais baixos, considerando os descontos propostos.

Recentemente, o governo federal anunciou um novo plano de redução no valor dos carros populares vendidos no Brasil. Isto é, a decisão partiu de uma proposta do atual presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em comunhão com o atual ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT).

Dessa forma, com a nova redução proposta pelo governo para os carros em questão, estima-se que o valor dos automóveis deverá sofrer uma grande alteração. Assim, o objetivo é justamente torná-los mais acessíveis para os consumidores locais.

O grande ponto, no entanto, é que mesmo com a redução, pode ser que ainda não seja tão vantajoso assim comprar um novo carro, ainda que popular. Pensando nisso, vale entender melhor sobre o plano proposto pelo governo e porque comprar um carro novo pode continuar não cabendo no orçamento de parte dos consumidores brasileiros.

Alerta
Mudanças de preço / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Entenda o novo plano do governo para a redução de preço dos carros populares

Primeiramente, como dito anteriormente, o objetivo do plano anunciado pelo governo é justamente propor uma redução de preço diretamente pelas montadoras, onde o consumidor poderá contar com valores mais baixos na hora da compra de um automóvel 0 km.

A proposta ganhou força em razão da insatisfação do presidente em relação aos valores atuais, onde o carro “popular” mais barato do Brasil estava custando mais de R$ 65 mil, o que acaba por tornar a compra inviável para a maioria dos cidadãos.

Desse modo, o programa anunciado por Lula prevê descontos de R$ 2 mil até R$ 8 mil para os carros considerados populares. Isto é, esses carros são aqueles que contam com recursos “menos tecnológicos”, tornando-os mais acessíveis à compra.

Segundo as informações propostas, todos os carros até R$ 120 mil deverão contar com essa redução. O valor do desconto pode variar na margem mencionada, a depender exclusivamente da decisão das montadoras em relação à oferta dos modelos disponíveis.

Veja também: Brasileiros ACIMA desta idade não precisarão mais PAGAR para renovar a CNH; confira!

Automóveis podem continuar inacessíveis mesmo com o plano proposto

Conseguinte às informações propostas, de acordo com alguns especialistas, infelizmente, mesmo com o novo programa anunciado pelo governo, grande parte dos consumidores ainda não terão condições financeiras acessíveis para comprar um carro 0 km.

Essa estimativa é dada em razão do alto valor para custear um automóvel, o que é desconhecido por muitos. O fato desse desconhecimento pode acabar colocando o consumidor em situação de inadimplência, considerando a possibilidade de não ser possível arcar com os custos previstos.

Segundo algumas ponderações, os principais custos na hora de comprar um novo automóvel estão voltados para:

  • IPVA (Imposto sobre a propriedade de veículos automotores);
  • Manutenção;
  • Combustível;
  • Depreciação;
  • Custo de oportunidade.

A depreciação diz respeito ao preço para adquirir um automóvel novo e a diferença no valor de revenda, caso necessário. Já o custo de oportunidade diz respeito às possibilidades que a quantia gasta no automóvel poderia trazer, como por exemplo, possíveis investimentos.

Por fim, a orientação é para que os consumidores considerem todos esses fatores antes de realizar a compra, evitando possíveis surpresas financeiras.

Veja também: CNH brasileira MUDOU: você precisa ficar sabendo o que foi alterado no documento